segunda-feira, 30 de junho de 2014

Para seguir... Andrea Cocco


Jogou no Beira-Mar, por empréstimo do Hellas Verona, na época que agora terminou recentemente e já passou por vários clubes italianos como, por exemplo, Cagliari ou AlbinoLeffe. Andrea Cocco mostrou na equipa da cidade de Aveiro o seu instinto matador ao apontar 5 golos em 32 jogos como jogador do Beira-Mar, tendo em conta que o avançado transalpino chegou a Aveiro no "mercado de inverno". O ponta-de-lança italiano, de 28 anos, apresenta uma boa capacidade de finalização, é imperial no jogo aéreo, devido aos seus 1,82 metros, e é um futebolista bastante móvel na frente de ataque, como mostrou na equipa do Beira-Mar, e também nunca dá uma bola como perdida. Na época 2014/2015, Andrea Cocco irá lutar por um lugar na frente de ataque do Hellas Verona com jogadores como o veterano Luca Toni, que apresenta um grande calo a nível de futebol italiano. Se for bem trabalhado, Andrea Cocco poderá até reforçar um dos "três grandes" do futebol português visto que apresenta qualidade para tal e o seu preço até é apelativo para os clubes portugueses, visto que estamos numa grave crise económica. Andrea Cocco é mais um jogador para seguir com muita atenção na próxima temporada, seja no futebol italiano ou noutro campeonato europeu. Fixem bem este nome, porque Cocco ainda vai dar muito que falar apesar de ter 28 anos de idade.


A FICHA

Nome: Andrea Salvatore Cocco
Idade: 28 anos
Posição: Ponta-de-Lança
Clube: Hellas Verona
Valor de Mercado: 450.000 euros 

Jornais de Hoje

Títulos de hoje: Maxi Pereira: "Não sei se vou continuar"; Maxi Pereira: "Jogadores vão e vêm e o Benfica continua grande"; Juan Quintero: "Óliver será muito importante". 

  

domingo, 29 de junho de 2014

Lapidar - #4

 

Cristiano Ronaldo: «Se acham que sou bom, esperem até ver o Fábio Paim»


Qual é a vossa opinião acerca desta frase proferida por Cristiano Ronaldo, num passado já longínquo? Fábio Paim podia ter sido, se tivesse tido cabeça, um dos melhores jogadores do Mundo? Comentem.  

Jornais de Hoje

Títulos de hoje: Benfica tenta Casemiro; Emoção mundial; Indi é reforço. 

   

sábado, 28 de junho de 2014

Um contra Um: Marc-André ter Stegen vs Jan Oblak

     VS  

São dois dos melhores guarda-redes da atualidade, a seguir a Rui Patrício (Sporting CP) e Thibaut Courtois (Atlético de Madrid/Chelsea). Um vai defender as redes de um clube de topo como é o Barcelona, depois da saída de Victor Valdés, e o outro está ainda no Benfica, mas poderá sair para o Valência, também do campeonato espanhol.  



MARC-ANDRÉ TER STEGEN


JOGO AÉREO 

O novo sucessor de Victor Valdés é imparável no jogo aéreo, fruto dos seus 1,89 metros, o que lhe permite chegar às bolas altas e ganhar todos os lances a nível aéreo como, por exemplo, marcação de pontapés de canto ou cruzamentos para a grande área blaugrana


POSICIONAMENTO

Ao contrário de Valdés, Marc-André ter Stegen apresenta um excelente sentido posicional na baliza o que distingue dos outros guarda-redes que jogam noutros campeonatos europeus. Sabe posicionar-se na baliza a fim de evitar que os jogadores adversários marquem na sua baliza. 


FORÇA 

O ex-guarda-redes do Borussia de Mönchengladbach apresenta uma envergadura física que acaba por meter algum respeito nos avançados adversários e os deixa completamente em sentido ao nível de um Oliver Kahn que também tinha uma força física invejável. 


CLASSE 

O jogador do Barcelona demonstra uma enorme classe no relvado ao nível de grandes guarda-redes alemães como, por exemplo, Oliver Kahn, Robert Enke, Hans-Jörg Butt ou Roman Weidenfeller. É um espetáculo ver este jovem guarda-redes jogar dentro do campo.



JAN OBLAK 


JOGO AÉREO 

O guarda-redes do Benfica, tal como o alemão Ter Stegen, também é bastante forte no que diz respeito ao jogo aéreo, devido aos seus 1,89 metros, o que o torna forte nos lances aéreos, seja em marcação de pontapés de canto ou na execução de cruzamentos alto para a grande área. Também se consegue sobrepor a pontas-de-lança altos.


POSICIONAMENTO

O guardião, internacional pela Seleção da Eslovénia, também é dono de um excelente sentido posicional o que o tornar num dos melhores guarda-redes do campeonato português, logo a seguir ao sportinguista Rui Patrício. O seu apurado sentido posicional permite-lhe ser um dos melhores na sua posição na equipa do Benfica e considerado por muitos como o sucessor do belga Michel Preud'homme.  


FORÇA

O guarda-redes esloveno do clube "encarnado" também apresenta uma enorme envergadura física que lhe permite impor respeito nos adversários, sejam eles quais forem. A sua força física faz lembrar o guarda-redes da Bélgica Michel Preud'homme que metia respeito nos adversários. 


UM PARA UM 

O guarda-redes do Sport Lisboa e Benfica também é muito forte no um para um onde ganha, na maioria das vezes, os lances de ataque aos adversários em situações em que a defesa "encarnada" é apanhada desprevenida, mesmo em lances de contra-ataque. 



DECISÃO FINAL

Apesar de serem dois bons guarda-redes a jogarem na Península Ibérica, a escolha do blogue Galáxia Futebolística vai para o guarda-redes esloveno Jan Oblak, em detrimento do guarda-redes do Barcelona Marc-André ter Stegen. 




Qual é a vossa opinião acerca desta nova rubrica dos sábados? E qual é a vossa opinião acerca da escolha do primeiro vencedor  do "Um contra Um"? Comentem. 

Jornais de Hoje

Títulos de hoje: Tanaka já está em Lisboa; Luís Felipe - o lateral que encantou Jorge Jesus; Óliver Torres já cá está. 

  

sexta-feira, 27 de junho de 2014

quinta-feira, 26 de junho de 2014

Portugal abandona o Mundial de 2014 com um triunfo inglório sobre o Gana

Mundial-2014: Portugal continua longe dos oitavos ao intervalo

PORTUGAL 2-1 GANA
(John Boye 31' (AG) e Cristiano Ronaldo 80'; Asamoah Gyan 57')

Hoje, no Estádio Nacional Mané Garrincha, Portugal derrotou a Seleção do Gana, mas abandona o Campeonato do Mundo de 2014 de forma inglória pelo que fez neste jogo. O destaque desta partida vai, claramente, para a boa exibição coletiva da equipa nacional no jogo de hoje.  


GOLOS

31' - PORTUGAL: Autogolo de John Boye - Num cruzamento de Miguel Veloso, depois de um grande trabalho de João Moutinho, a bola acaba por chegar à área ganesa e numa tentativa de cortar a bola acaba por metê-la na própria baliza. Estava feito o 1-0. 

57' - GANA: Golo de Asamoah Gyan - Após um cruzamento no lado esquerdo do outro Asamoah e, num grande golpe de cabeça, o avançado do Al Ain colocou o esférico na baliza de Beto e empatou a partida, fazendo o 1-1. 

80' - PORTUGAL: Golo de Cristiano Ronaldo - Finalmente o melhor jogador do Mundo marcou no Mundial de 2014. Dauda, sem saber, aliviou a bola para os pés de CR7 e o o goleador do Real Madrid não perdoou e fez o 2-1 final.


DESTAQUES

Cristiano Ronaldo - Se não fosse a lesão sofrida ao serviço do Real Madrid, Cristiano Ronaldo levaria Portugal a bom porto. 

William Carvalho - Claramente o meio-campo de Portugal melhorou a qualidade futebolística com o jovem jogador do Sporting CP como titular. 

João Moutinho - Foi o "motor" que fez jogar a equipa portuguesa. Homem do jogo, sem dúvida. 

Beto - Defendeu tudo o que podia e saiu em lágrimas pela lesão que sofreu neste jogo. 

Asamoah Gyan - O avançado ganês ainda deu esperanças ténues à Seleção do Gana. 

Dauda - O guarda-redes do Orlando Pirates foi um "osso duro de roer" e só sofreu dois golos.

John Boye - Este jogador ganês marcou um autogolo "com estilo e acrobático" a favor de Portugal. 



Homem do jogo da parte de Portugal: João Moutinho 
Homem do jogo da parte do Gana: Dauda      

Jornais de Hoje

Títulos de hoje: Firme; Entre a honra e o milagre; Rezar não chega. 

  

quarta-feira, 25 de junho de 2014

Bósnia-Herzegovina derrota o Irão num jogo quase "a feijões"

Bósnia Herzegovina vs. Irão

BÓSNIA-HERZEGOVINA 3-1 IRÃO
(Dzeko 23', Pjanic 59' e Vrsajevic 83'; Reza 82')

Hoje, no Arena Fonte Nova, a Bósnia-Herzegovina derrotou o Irão num jogo quase "a feijões", mas ambas as equipas acabaram por cair na fase de grupos. O destaque desta partida vai, claramente, para o domínio exercido pela Bósnia-Herzegovina sobre o Irão, treinado pelo técnico português Carlos Queiroz. 


GOLOS

23' - BÓSNIA-HERZEGOVINA: Golo de Edin Dzeko - O ponta-de-lança do Manchester City remata cruzado com o pé esquerdo e à terceira tentativa consegue bater o guarda-redes iraniano Alireza Haghighi. Estava feito o 1-0.  

59' - BÓSNIA-HERZEGOVINA: Golo de Miralem Pjanic - Num remate executado com o seu poderoso pé direito, Miralem Pjanic bate o guarda-redes iraniano, que jogou no Sporting da Covilhã, e acabou por aumentar a conta para 2-0. 

82' - IRÃO: Golo de Reza Ghoochannejhad - Numa desatenção da defesa da Bósnia-Herzegovina, o experiente Javad Nekounam, dentro da área bósnia, assiste o ponta-de-lança iraniano Reza Ghoochannejhad e coloca a bola na baliza de Begovic, reduzindo o resultado para 2-1. 

83' - BÓSNIA-HERZEGOVINA: Golo de Avdija Vrsajevic - Ainda os adeptos iranianos estavam a festejar o golo de Reza quando, num contra-ataque letal da Bósnia-Herzegovina, Vrsajevic atirou com força para a baliza de Alireza Haghighi, fazendo a bola embater no poste antes de entrar, acabando por fazer o 3-1 final.


DESTAQUES

Edin Dzeko - O jogador do Manchester City deu muito trabalho à frágil defesa do Irão, antes de sair. Claramente é o homem do jogo. 

Miralem Pjanic - A par de Dzeko, Pjanic também causou alguns calafrios aos iranianos. 

Alireza Haghighi - O guarda-redes do Sporting da Covilhã tentou evitar os golos da Bósnia-Herzegovina, mas falhou a sua missão. 

Reza Ghoochannejhad - Este avançado iraniano foi o autor do primeiro e único golo do Irão no Mundial de 2014. 

Oceano Cruz - Esta pessoa não mostrou o mínimo de educação ao chamar filho da p*** a um jogador (não sei se foi a um bósnio ou a um iraniano). 



Homem do jogo da parte da Bósnia-Herzegovina: Edin Dzeko  
Homem do jogo da parte do Irão: Reza Ghoochannejhad        

Jornais de Hoje

Títulos de hoje: Carrizo negociado pelo Sporting; Derley e Luís Felipe mais perto da Luz; Danilo: "Tenho uma dívida para com o FC Porto". 

  

terça-feira, 24 de junho de 2014

Colômbia dá show de bola e humilha o Japão

Japão-Colômbia: Quintero e Jackson titulares

JAPÃO 1-4 COLÔMBIA
(Okazaki 45+2'; Juan Cuadrado 17', Jackson Martínez 55' e 82' e James Rodríguez 90')


Hoje, na Arena Pantanal, a Colômbia ganhou por 4-1 ao Japão e garantiu o primeiro lugar e o apuramento para os oitavos-de-final do Mundial de 2014. O destaque desta partida vai, claramente, para a magnífica exibição da equipa da Colômbia.   


A FICHA

17' - COLÔMBIA: Penalti marcado por Juan Cuadrado - O médio-ala da Fiorentina manda a bola para o meio da baliza, fazendo com que Kawashima se atire para um dos lados. Estava feito o 1-0 para a Colômbia. 

45+2' - JAPÃO: Golo de Okazaki - Num cruzamento excelente de Honda, Okazaki cabeceia "à João Pinto" e empata a partida, fazendo o 1-1 para os nipónicos. 

55' - COLÔMBIA: Golo de Jackson Martínez - Depois de uma magnífica assistência de James Rodríguez, o ponta-de-lança do FC Porto rematou com o pé esquerdo, o esférico bate em Yoshida e entra na baliza nipónica, fazendo o 2-1 para a seleção caffetera

82' - COLÔMBIA:  Golo de Jackson Martínez - Depois de outra excelente assistência de "El Bandido", Jackson Martínez recebe, tira um defesa japonês do caminho e atira a contar para a baliza de Kawashima, aumentando para 3-1. 

90' - COLÔMBIA: Golo de James Rodríguez - A jovem estrela do AS Mónaco tira dois jogadores asiáticos do caminho e picou a bola por cima do guarda-redes Kawashima com toda a classe que mostrou no relvado, fazendo o 4-1 final. 


DESTAQUES

James Rodríguez - Fez duas magníficas assistências para o Jackson Martínez e marcou um grande golo. Homem do jogo, claramente. 

Jackson Martínez - Marcou dois golos, depois de dois passes deliciosos de James Rodríguez, e despedaçou a defesa do Japão. 

Faryd Mondragón - Aos 43 anos bateu o recorde de Roger Milla (38 anos) e tornou-se no jogador mais velho a disputar um Campeonato do Mundo. 

Okazaki - Marcou um golo "à João Pinto", como o ex-internacional português marcou à Inglaterra no Campeonato da Europa de 2000. 

Honda - Jogou e fez jogar a Seleção do Japão. Craque, sem dúvida.


Homem do jogo da parte do Japão: Keisuke Honda 
Homem do jogo da parte da Colômbia: James Rodríguez  

Lembram-se? - #12

ARJEN ROBBEN
Arjen Robben - PSV Eindhoven
Arjen Robben - Chelsea
Arjen Robben - Real Madrid

Jornais de Hoje

Títulos de hoje: Montero: "Não vejo a hora de jogar a Champions"; Rabia quase fechado; Bento põe lugar à disposição. 

  

segunda-feira, 23 de junho de 2014

Vitória de consolação para "La Roja" frente à Austrália

Villa: «Jogaria até aos 55 anos pela seleção»

AUSTRÁLIA 0-3 ESPANHA
(David Villa 36', Fernando Torres 69' e Juan Mata 82')

Hoje, na Arena da Baixada, a Espanha venceu a  Austrália, subiu ao terceiro lugar do Grupo B e garantiu uma vitória de consolação no jogo desta tarde. O destaque desta partida vai, claramente, para o último jogo disputado por David Villa como jogador da Seleção de Espanha.


GOLOS

36' - ESPANHA: Golo de David Villa - Depois de um cruzamento atrasado de Juanfran, David Villa, de calcanhar, colocou  a bola dentro da baliza de Mathew Ryan. Estava feito o 1-0.

69' - ESPANHA: Golo de Fernando Torres - Depois de uma jogada de Andrés Iniesta, o médio do Barcelona executa um passe fantástico para Fernando Torres e o ponta-de-lança do Chelsea, com frieza, finalizou, fazendo o 2-0 para "La Roja".

82' - ESPANHA:  Golo de Juan Mata - Depois de aparecer isolado, o médio do Manchester United, com toda a calma do mundo, coloca o esférico entre as pernas do guardião australiano, fazendo o 3-0 final para a Seleção de Espanha.


DESTAQUES

David Villa - O avançado do Atlético de Madrid realizou o último jogo por "La Roja". Vai deixar saudades.

Seleção da Austrália - Estava escrito nas estrelas que esta seleção não iria passar a fase de grupos. Muito fraca.


Homem do jogo da parte da Austrália: Leckie 
Homem do jogo da parte da Espanha: David Villa

Para seguir... Alireza Haghighi


É iraniano, jogou no Sporting da Covilhã e, atualmente, está a representar a Seleção do Irão no Mundial de 2014, que se realiza no Brasil, e já passou pelos iranianos do Persepolis e pelos russos do Rubin Kazan, que o emprestou ao Sporting da Covilhã. O guarda-redes iraniano é uma "autêntica torre" no que diz respeito ao jogo aéreo, fruto dos seus 1,93 metros, é muito forte no um para um e apresenta um razoável jogo de pés, bem como o facto de ser especialista na defesa de grandes penalidades. Alireza Haghighi chegou ao Complexo Desportivo da Covilhã, por empréstimo do Rubin Kazan, para colmatar a ausência do experiente Pedro Taborda que, devido a uma lesão sofrida frente ao Portimonense, deixou a baliza do Sp.Covilhã "desprotegida". O guardião iraniano, de 26 anos, entrou de imediato no onze dos "leões da serra", treinados por Francisco Chaló, e raramente não era titular - ás vezes, a titularidade era entregue ao Igor Araújo. Alireza Haghighi já mostrou que é guarda-redes, que pode chegar a grandes equipas de Portugal ou até mesmo de grandes ligas europeias, as magníficas exibições frente à Nigéria (empate 0-0) e à Argentina (derrota por 1-0) confirmaram o tremendo potencial que o guarda-redes da seleção da Antiga Pérsia demonstra dentro das quatro linhas. Alireza Haghighi é jogador para jogar, por exemplo, nos "três grandes", caso os guarda-redes Hélton, Jan Oblak ou Rui Patrício saiam neste mercado de transferências e, ainda por cima, não é jogador muito caro e, portanto, já merecia chegar, no mínimo,  a uma equipa da Primeira Liga. 


A FICHA
Nome: Alireza Haghighi 
Idade: 26 anos 
Posição: Guarda-Redes 
Clube: Sporting da Covilhã  
Valor de Mercado: 350.000 euros  

Jornais de Hoje

Títulos de hoje: Só por milagre; Presos por arames; Agarrados à máquina. 

   

domingo, 22 de junho de 2014

Arma secreta dá esperança a Portugal

EUA vs Portugal (REUTERS)

EUA 2-2 PORTUGAL
(Nani 5' e Silvestre Varela 90+5'; Jermaine Jones 64' e Clint Dempsey 81')


GOLOS

5' - PORTUGAL: Golo de Nani - Num cruzamento de Miguel Veloso, o extremo do Manchester United finalizou de pé esquerdo por cima do guarda-redes norte-americano, Tim Howard. Estava feito o 0-1. 

64' - EUA: Golo de Jermaine Jones - Num remate de pé direito, Jermaine Jones faz o 1-1 e não dá hipóteses de defesa ao guarda-redes do Sevilla, Beto. 

81' - EUA:  Golo de Clint Dempsey - Com o pé direito e em posição legal, Dempsey marca com a barriga e faz o 2-1 para os Estados Unidos da América. 

90+5' - PORTUGAL: Golo de Silvestre Varela - Num excelente cruzamento de Cristiano Ronaldo, Silvestre Varela cabeceou para a baliza de Howard e fez o 2-2 final. 


DESTAQUES

Silvestre Varela - Mais uma vez a "arma secreta" de Paulo Bento salvou a equipa de uma derrota. 

Nani - Irrepreensível durante todo o jogo. 

Cristiano Ronaldo - Ainda não está a 100%, mas conseguiu tirar um bom cruzamento para a cabeça de Varela. 

Beto - Tirar o Rui Patrício da baliza e pôr este? Não passa pela cabeça de ninguém. 

Jermaine Jones - Teve sorte no golo que marcou, apesar de ter sido um bom golo. 

Clint Dempsey - Um golo com a barriga é algo... pouco comum. 

Tim Howard - Evitou que os EUA fossem goleados por Portugal. Como diz a célebre frase "velhos são os trapos". 

Nestor Pitana - Mais uma "encomenda" de Sepp Blatter que ia tramando Portugal. Péssima atuação com uma expulsão de um jogador americano por assinalar e um penalti clarinho a favor de Portugal, na segunda parte, por marcar. 



Homem do jogo da parte dos EUA: Tim Howard 
Homem do jogo da parte de Portugal: Silvestre Varela   

Lapidar - #3



Jesús Gil y Gil: «Para mim, despedir um treinador é como beber uma cerveja. Posso despedir vinte num ano ou até cem, se fizer falta»



Qual é a vossa opinião acerca desta frase proferida por Jesús Gil y Gil, falecido presidente polémico do Atlético de Madrid? Comentem.

Jornais de Hoje

Títulos de hoje: Hoje é mata-mata; Yes we can; É para suar a camisola. 

  

sábado, 21 de junho de 2014

Convocados de Portugal - Inglaterra'66

Guarda-Redes
Américo (FC Porto)
Carvalho (Sporting CP)
José Pereira (Belenenses)

Defesas
Vicente (Belenenses)
Germano (SL Benfica)
Hilário (Sporting CP)
Cruz (SL Benfica)
Morais (Sporting CP)
Alexandre Baptista (Sporting CP)
José Carlos (Sporting CP)
Festa (FC Porto)

Médios
Peres (Sporting CP)
Mário Coluna (SL Benfica)
Jaime Graça (V.Setúbal)
Custódio Pinto (FC Porto)

Avançados
Figueiredo (Sporting CP)
Lourenço (Sporting CP)
Simões (SL Benfica)
José Augusto (SL Benfica)
Eusébio (SL Benfica)
Manuel Duarte (Leixões)
Torres (SL Benfica)

Treinador
Otto Glória

Selecionador
Manuel da Luz Afonso

Jornais de Hoje

Títulos de hoje: Tanaka a caminho do Sporting CP; Paulo Oliveira: "É possível lutar pelo título"; Na corrida por Bruno Martins Indi.  

  

sexta-feira, 20 de junho de 2014

Jornais de Hoje

Títulos de hoje: Jorge Jesus: "O melhor é o JJ"; Jorge Jesus: "Não há clube no mundo como o Benfica"; Óliver é o primeiro discípulo.

  

quinta-feira, 19 de junho de 2014

Convocados de Portugal - México'86

Guarda-Redes
Manuel Bento (SL Benfica)
Jorge Martins (Belenenses)
Vítor Damas (Sporting CP)

Defesas
João Pinto (FC Porto)
Álvaro Magalhães (SL Benfica)
Frederico (Boavista)
Morato (Sporting CP)
Oliveira (SL Benfica)
José António (Belenenses)
Sobrinho (Belenenses)
Augusto Inácio (FC Porto)
Bandeirinha (FC Porto)

Médios
Sousa (Sporting CP)
Carlos Manuel (SL Benfica)
Jaime Pacheco (Sporting CP)
Paulo Futre (FC Porto)
Jaime Magalhães (FC Porto)
Diamantino (SL Benfica)
André (FC Porto)

Avançados
Ribeiro (Boavista)
Fernando Gomes (FC Porto)
Rui Águas (SL Benfica)

Selecionador
José Torres

Colômbia passa aos oitavos-de-final do Mundial

Colômbia vs Costa do Marfim (Lusa)

COLÔMBIA 2-1 COSTA DO MARFIM
(James Rodríguez 64' e Juan Quintero 70'; Gervinho 74')

Hoje, no Estádio Nacional Mané Garrincha, a Colômbia "carimbou o passaporte" para os oitavos-de-final do Mundial de 2014 ao derrotar a equipa da Costa do Marfim por 2-1. O destaque desta partida vai, claramente, para a excelente exibição da Seleção da Colômbia e para o grande golo do jovem Gervinho. 


GOLOS

64' - COLÔMBIA: Golo de James Rodríguez - Num canto marcado por Juan Cuadrado e depois de um grande cabeceamento, o extremo do AS Mónaco abre o marcador para a Colômbia. Estava feito o 1-0. 

70' - COLÔMBIA: Golo de Juan Quintero - Depois de uma assistência de Teo Gutiérrez, num erro clamoroso da defesa costa-marfinense, o médio portista não falhou e aumentou o resultado para 2-0 a favor da Colômbia. 

74' - COSTA DO MARFIM: Golo de Gervinho - Após uma enorme jogada individual em que ultrapassa dois jogadores colombianos, o costa-marfinense remata para a baliza de David Ospina, reduzindo para o 2-1 final.


DESTAQUES

James Rodríguez -  Fez um grande jogo pela Colômbia. Homem do jogo, claramente. 

Juan Quintero - Tal como "El Bandido", Quintero também jogou que se fartou. 

David Ospina - Sofreu o golo de Gervinho, mas bateu o recorde de Higuita ao estar 75 minutos sem sofrer golos. Enorme. 

Teo Gutiérrez - Assistiu Juan Quintero, mas teve um falhanço inacreditável na primeira parte. 

Gervinho - Marcou um grande golo a Ospina e mostrou que merece estar num clube melhor do que a AS Roma. 



Homem do jogo da parte da Colômbia: James Rodríguez 
Homem do jogo da parte da Costa do Marfim: Gervinho   

Jornais de Hoje

Títulos de hoje: César chega hoje; Estádio de choque; Fonseca explica Herrera.