domingo, 30 de novembro de 2014

Lapidar - #24


Arjen Robben: «Guardiola é capaz de ligar às três da manhã para falar de táticas»

Qual é a vossa opinião acerca desta frase dita por Arjen Robben acerca do treinador da equipa bávara, Pep Guardiola? Comentem. 

Jornais de Hoje

Títulos de hoje: Juntos são dinamite; Leão indomável; Veneno a dobrar. 

  

sábado, 29 de novembro de 2014

Leão foi rei em Alvalade perante um Setúbal fraquinho

Sporting-V. Setúbal (LUSA)

SPORTING CP 3-0 VIT.SETÚBAL
(Slimani 62' e 90'+3 e Montero 63')

Hoje, no Estádio de Alvalade, o Sporting CP recebeu e venceu, de forma categórica, o Vitória de Setúbal, por 3-0. O destaque desta partida vai, claramente, para os três golos de belo efeito marcados pelos pontas-de-lança "leoninos" e para a má exibição do Vitória de Setúbal, treinado por Domingos Paciência. 


GOLOS

62' - SPORTING CP: Golo de Islam Slimani - Jefferson executa um cruzamento fantástico, no lado esquerdo do ataque "verde e branco", e o ponta-de-lança, nascido na Argélia, apareceu ao primeiro poste e desviou com êxito para o fundo das redes de Ricardo Batista. Estava feito o 1-0.   

63' - SPORTING CP: Golo de Fredy Montero - Ainda se festejava o golo de Slimani, quando o goleador colombiano rematou do "meio da rua" e colocando o resultado em 2-0 a favor dos "leões". O esférico ainda ressaltou num defesa do Vitória de Setúbal. 

90'+3 - SPORTING CP: Golo de Islam Slimani - Depois de outro excelente cruzamento, desta vez do peruano André Carrillo, o avançado argelino cabeceou, sem grandes chances de defesa, para dentro da baliza dos "sadinos", fazendo o 3-0 final a favor da equipa de Marco Silva. 


DESTAQUES

Islam Slimani - Marcou dois grandes golos e é, sem dúvida, o homem do jogo. 

Fredy Montero - Marcou o outro grande golo da noite no jogo de hoje. 

Nani - Desta vez não marcou, mas deu tudo em campo. 

Carlos Mané - Até ser substituído, o jovem extremo causou muitas "dores de cabeça" aos defesas "sadinos". 

Hélder Cabral - Procuram-se os rins deste jogador. 

François - Depois de apertar o pescoço ao Montero, este jogador devia ter sido expulso. 

Ricardo Batista - Conseguiu evitar uma derrota ainda mais pesada para a sua equipa. 



Homem do jogo da parte do Sporting CP: Islam Slimani 
Homem do jogo da parte do Vit.Setúbal: Ricardo Batista 

Jornais de Hoje

Títulos de hoje: Marco exige jogo à Champions; Jorge Jesus: "Benfica tem tudo para ganhar em Portugal"; Lucho González: "Rotatividade? Lopetegui é que tem razão". 

  

sexta-feira, 28 de novembro de 2014

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Craques da 1ª Liga: Talisca


É um dos jogadores sensacionais do futebol português e dá que falar, esta época, com a camisola do Benfica. Veio do modesto Esporte Bahia e o Benfica é a primeira experiência europeia deste grande jogador. O seu nome é Anderson Souza Conceição e é mais conhecido por Talisca.


INÍCIO PROMETEDOR NO ESPORTE BAHIA  
Anderson Souza Conceição, ou Talisca como é conhecido futebolisticamente, nasceu no dia 1 de Fevereiro de 1994, na cidade brasileira de Feira de Santana. Talisca desde cedo começou a mostrar talento para jogar futebol e iniciou entrou para as camadas jovens do Esporte Bahia - arquirrival do Vitória Bahia. Quando atingiu o profissionalismo, Talisca chegou à equipa principal do Esporte Bahia e jogou ao lado de nomes como, por exemplo, o colombiano Juan Angulo, o argentino Paulo Rosales, o norte-americano Freddy Adu ou o brasileiro Ryder Matos. Ao serviço do Esporte Bahia, Talisca jogou, na totalidade, 25 jogos e marcou, apenas, 3 golos, tendo ganho 1 Campeonato Baiano. A nível profissional, Talisca ficou duas épocas no Esporte Bahia (2013, 2014).









CHEGADA À LUZ
Depois de brilhar nos relvados brasileiros com a camisola do Esporte Bahia, Talisca despertou a atenção e a cobiça de vários emblemas europeus, tendo sido o Benfica a garantir a contratação deste jovem jogador brasileiro. No balneário do Estádio da Luz, Talisca é companheiro de equipa de grandes jogadores como, por exemplo, Enzo Pérez, Eduardo Salvio, Nicolás Gaitán, Ola John, Bebé, Lima, Derley, Victor Andrade, Artur Moraes, Júlio César ou Sulejmani. Até ao momento, com as cores do Benfica, Anderson Talisca já jogou 17 jogos e apontou 9 golos, tendo já ganho 1 Supertaça de Portugal.    











COQUELUCHE DO "ESCRETE" 
Ao nível da Seleção do Brasil, Anderson Souza Conceição, ou Talisca, estreou-se à pouco tempo numa convocatória da seleção brasileira, onde substituiu o experiente Lucas Leiva, para jogo com a Turquia. Anderson Talisca é a mais recente coqueluche "canarinha" a chegar ao "Escrete", treinado por Dunga.

















A FICHA
Anderson Souza Conceição
 

 





Nome: Anderson Souza Conceição
Idade: 20 anos
Data de Nascimento: 1/02/1994
Local de Nascimento: Feira de Santana, Brasil  
Altura: 1,88m
Peso: 72 kg
Posição: Médio-Ofensivo
Clube: SL Benfica    

TRAJETÓRIA  

2013: Esporte Bahia
2014: Esporte Bahia
2014/2015: SL Benfica

PALMARÉS

1 Campeonato Baiano (2014)
1 Supertaça de Portugal (2014/2015)



Qual é a vossa opinião acerca deste jogador? Talisca irá ficar, no mínimo duas épocas, no Benfica? Ou à primeira oportunidade sairá de Portugal? Comentem. 

Jornais de Hoje

Títulos de hoje: Fracasso; Desastre europeu; Pela porta pequena.

  

terça-feira, 25 de novembro de 2014

Leão, à boleia de Nani, mantém vivo o sonho do apuramento

Sporting-Maribor

SPORTING CP 3-1 NK MARIBOR
(Carlos Mané 10', Nani 35' e Slimani 65'; Jefferson 42' (AG))

Hoje, no Estádio de Alvalade, o Sporting CP recebeu e venceu os eslovenos do NK Maribor, por 3-1, e manteve o sonho do apuramento para os oitavos-de-final da UEFA Champions League bem vivo. O destaque desta partida vai, claramente, para a excelente exibição de Nani e para a longa interrupção do jogo ao intervalo. 


GOLOS

10' - SPORTING CP: Golo de Carlos Mané - Numa excelente arrancada de Jefferson, o brasileiro explode em velocidade e cruza rasteiro para a grande área eslovena, onde aparece Carlos Mané a empurrar para a baliza de Handanovic. Estava feito o 1-0.   

35' - SPORTING CP: Golo de Nani - O extremo, emprestado pelo Manchester United, "partiu os rins" a todos os eslovenos e atirou, sem hipóteses, para o funda a baliza do NK Maribor, fazendo o 2-0 para o Sporting CP. 

42' - NK MARIBOR: Autogolo de Jefferson - Numa grande arrancada de Mejac, no lado esquerdo, e com Cédric Soares e Paulo Oliveira completamente fora do lance, o esloveno cruza rasteiro e é Jefferson que coloca a bola na própria baliza, colocando também o resultado em 2-1. 

65' - SPORTING CP: Golo de Islam Slimani - João Mário recupera uma bola, executa um excelente cruzamento, Nani acaba por cabecear para Slimani e o avançado argelino, de primeira, fuzila o esloveno Handanovic, colocando o resultado final em 3-1.  


DESTAQUES

Nani - Foi uma "dor de cabeça" para a defesa do NK Maribor. 

Jefferson - Esteve muito bem no primeiro golo dos "leões", mas ficou mal na fotografia do golo dos eslovenos.   

Carlos Mané - Marcou o primeiro golo do jogo e assistiu Nani para o golo, que poderá ser o da jornada.   

Handanovic - O veterano guarda-redes esloveno evitou uma derrota mais pesada para o NK Maribor. 

Luka Zahovic - Esteve em campo?  

Iluminação - As falhas técnicas na iluminação causaram uma enorme interrupção no regresso do intervalo.    



Homem do jogo da parte do Sporting CP: Nani 
Homem do jogo da parte do NK Maribor: Handanovic 

Jornais de Hoje

Títulos de hoje: Tudo pela Champions; Marco Silva: "Queremos continuar na Champions"; Tudo pelo primeiro lugar. 

   

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Todos os jogos da 4ª eliminatória da Taça de Portugal

Sp.Espinho 0-5 Sporting CP
Benfica 4-1 Moreirense
Trofense 0-5 Belenenses
Atlético CP 0-2 Marítimo
Famalicão 4-0 Fafe
Rio Ave 2-0 UD Oliveirense
Vieira 0-1 Freamunde
Vizela 2-2 Operário Lagoa (4-2 g.p.)
Santa Maria 2-1 Santa Eulália
Paços de Ferreira 9-0 Riachense
Gil Vicente 1-1 Varzim (3-1 g.p.)
Penafiel 1-0 Desp.Aves
Nacional 2-0 Ribeirão
Feirense 0-2 Desp.Chaves
Oriental 1-0 Vit.Setúbal
Vit.Guimarães 1-2 Sp.Braga

Jornais de Hoje

Títulos de hoje: Revolução no Seixal; Garay: "Que o Benfica seja campeão"; Brahimi: "Não tenho limites".  

  

domingo, 23 de novembro de 2014

Lapidar - #23


Lionel Messi: «Nunca imaginei quebrar este recorde»

Qual é a vossa opinião acerca desta frase dita por Lionel Messi, depois de se ter tornado no maior goleador de sempre da Liga Espanhola, destronando Telmo Zarra? Este novo recorde de Messi terá impacto na decisão da Bola de Ouro? Comentem.  

Jornais de Hoje

Títulos de hoje: Jonas mata, Salvio esfola; Jonas de luxo; Dose dupla. 

  

sábado, 22 de novembro de 2014

Grandes Lendas: Dani



Teve a fama de gostar de saídas à noite e de ser um playboy entre as raparigas, mas também apresentava um enorme talento dentro do relvado. Passou por quatro países (Portugal, Inglaterra, Holanda e Espanha), mas foi na Holanda onde se sentiu em casa. Caros leitores, apresento-vos Daniel da Cruz Carvalho, mais conhecido por Dani.


COMEÇO NO SPORTING CP
Daniel da Cruz Carvalho, ou Dani, nasceu no dia 2 de Novembro de 1976, em Lisboa, e acabou por ser mais uma grande "pérola futebolística" a sair da formação do Sporting Clube de Portugal, a seguir a Paulo Futre, Luís Figo ou Hugo Porfírio. Depois de chegar à equipa principal dos "leões", Dani, na época 1994/1995, disputou, na totalidade, 4 jogos de "leão ao peito". Em 1995/1995, Dani permaneceu em Alvalade, onde acabou por jogar 10 partidas. Em Alvalade, Dani foi colega de equipa de craques como, por exemplo, Stan Valckx, Balakov, Afonso Martins ou Roberto Assis, tendo ganho 1 Supertaça de Portugal e 1 Taça de Portugal.










1ª AVENTURA NO ESTRANGEIRO 
A meio da época 1995/1996, Dani abandonou o Sporting CP e rumou até Inglaterra para assinar contrato com o West Ham, que militava na Premier League. Como jogador dos ingleses do West Ham, Dani jogou, na totalidade, 8 jogos e apontou, apenas, 2 golos pelos Hammers. Ao serviço dos Hammers, Dani foi colega de balneário de jogadores como, por exemplo, Peter Shilton, Rio Ferdinand, Frank Lampard ou John Moncur (este último ainda foi colega de Paulo Futre no West Ham). Na única época em que jogou no West Ham, Dani não ganhou nenhum título desportivo em Inglaterra.    











ÍDOLO EM AMESTERDÃO 
Depois de abandonar o West Ham, Dani rumou até à Holanda, onde assinou contrato com o "todo-poderoso" Ajax de Amesterdão. Assim que chegou a Amesterdão, e com a fama que tinha de rebelde, a imprensa holandesa titulou da seguinte forma: «Pais guardem as vossas filhas. Dani já está na Holanda». A nível desportivo, Dani fez as melhores épocas, da sua carreira futebolística, no Ajax onde jogou, na totalidade, 21 jogos e marcou 5 golos pela "turma holandesa", tendo marcado um dos golos na UEFA Champions League frente ao Atlético de Madrid, na época 1996/1997. No balneário do Ajax, Dani privou com jogadores de classe mundial como, por exemplo, Edwin van der Sar, Danny Blind ou Benni McCarthy. Acabou por ser um ídolo no maior clube holandês e ganhou 1 Eredivisie e 1 KNVB-Beker.  









REGRESSO A PORTUGAL 
Na temporada 2000/2001, Dani regressou a Portugal para jogar no outro clube da 2ª Circular e arquirrival do Sporting CP - o Sport Lisboa e Benfica. No clube da Luz, o antigo internacional português jogou 5 jogos no campeonato português (campeonato esse que viria a ser ganho pelo Boavista, treinado por Jaime Pacheco) e não marcou nenhum golo. Enquanto vestiu o equipamento do Benfica, Dani jogou ao lado de nomes como, por exemplo, Robert Enke, Carlos Bossio, Carlos Marchena, Kandaurov, Pierre van Hooijdonk, ou Karel Poborsky, tendo sido treinado por três grandes treinadores: Toni, José Mourinho e Jupp Heynckes. Devido à sua má imagem, Dani esteve quase a ser despedido do Benfica, mas o Atlético de Madrid viria a aparecer para lhe "dar a mão".









"RENASCIMENTO" EM MADRID
Ainda na temporada 2000/2001, Dani esteve quase a ser despedido do Benfica, devido a mau comportamento, até que apareceu o interesse do Atlético de Madrid pela mão de... Paulo Futre. A antiga glória do Atlético de Madrid era, nessa altura, o diretor-desportivo dos colchoneros e acabou por contratar Dani para um plantel que contava com nomes como os de Hugo Leal, Daniel Fagiani, Raphaël Wicky ou jovem Fernando "El Niño" Torres. Na sua primeira passagem pelo Atlético de Madrid, Dani ajudou o Atlético a ser campeão da Segunda Divisão espanhola e a garantir o regresso ao convívio com os grandes do futebol espanhol. Durante a sua estadia de três épocas no Calderón , Dani viveu muitos episódios curiosos como quando prometeu, pela vida dos filhos de Futre, que não sairia à noite, na véspera de um jogo, e acabou por faltar à promessa fazendo com que Paulo Futre lhe apontasse uma pistola ao joelho dele só para o assustar ou quando esteve vários dias desaparecido e quando apareceu Luis Aragonés já não contou com ele para a época 2002/2003. Ainda assim, Dani conseguiu "renascer" para o futebol no Atlético de Madrid.




MENOS SORTE NA SELEÇÃO 
No que diz respeito à Seleção Nacional, Dani registou, apenas, 9 internacionalizações e não marcou qualquer golo pela "Seleção das Quinas". Ao serviço de Portugal, Dani marcou presença na fase de qualificação para o Campeonato do Mundo de 1998 (França) e para o Campeonato da Europa de 2000 (Bélgica/Holanda). Também esteve presente no Mundial Sub-20 de 1995, no Europeu de Sub-21 de 1996 e nos Jogos Olímpicos de 1996, realizados em Atlanta.

Atualmente, com 38 anos, Daniel da Cruz Carvalho, ou Dani, é comentador desportivo no canal televisivo TVI24.









Qual é a vossa opinião acerca deste grande jogador? Dani merecia ter tido melhor sorte na sua carreira? Se tivesse tido mais cabecinha poderia ter jogado em grandes clubes? Comentem. 

Jornais de Hoje

Títulos de hoje: Chapa 5 sem espinhos; Atirador especial; Goleada de autor. 

   

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Craques da 1ª Liga: Óliver Torres


Passou por Espanha em clubes como Atlético de Madrid e Villarreal e, esta época, brilha no Estádio do Dragão com a camisola do FC Porto, treinado por Julen Lopetegui. O seu nome é Óliver Torres e é considerado uma das jovens promessas do futebol espanhol.  


INÍCIO NO CALDERÓN 
Óliver Torres Muñoz nasceu no dia 10 de Novembro de 1994, na cidade espanhola de Navalmoral de la Mata. O jovem médio espanhol, de 19 anos, começou a dar nas vistas nos escalões de formação do Atlético de Madrid e, na época 2011/2012, Óliver Torres integrou a equipa principal do Atlético de Madrid, onde jogou ao lado de nomes como, por exemplo,  Thibaut Courtois, Diego Godín, Tiago, Falcao, Pizzi ou Eduardo Salvio. Ao serviço dos colchoneros, Óliver Torres jogou, na totalidade, 36 jogos e apontou, apenas, 4 golos, tendo ganho 1 Taça do Rei e 1 La Liga. A nível profissional, Óliver Torres ficou no Calderón durante três épocas (2011/2012, 2012/2013, 2013/2014).










RODAGEM NO EL MADRIGAL 
A meio da época 2013/2014, Óliver Torres foi cedido, a título de empréstimo pelo Atlético de Madrid, ao Villarreal, onde jogou ao lado de nomes como, por exemplo, Sergio Asenjo, Mateo Musacchio, Bruno Soriano, Cani, Moi Gómez, Giovani dos Santos ou Ikechukwu Uche. Na sua passagem pelo El Madrigal, Óliver Torres realizou, no total, 9 jogos e não marcou qualquer golo pelo "Submarino Amarelo" e não conquistou qualquer título desportivo.  














CHEGADA À "INVICTA"
Na temporada 2014/2015, com a chegada de Julen Lopetegui ao FC Porto, Óliver Torres voltou a ser emprestado, mas desta vez viajou para Portugal, onde é colega de equipa de grandes jogadores como, por exemplo, Brahimi, Bruno Martins Indi, Casemiro, Cristian Tello, Jackson Martínez, Kelvin ou Ricardo Quaresma. Até ao momento, pelo FC Porto, Óliver Torres jogou, na totalidade, 13 jogos e apontou 2 golos pelos "azuis e brancos".














FUTURO CRAQUE DA "ROJA"  
Ao nível das camadas jovens da Seleção de Espanha, Óliver Torres é uma das jovens promessas que brilham nas camadas jovens de "La Roja". O médio do FC Porto marcou presença no Campeonato do Mundo de Sub-23 em 2013 e no Campeonato da Europa de Sub-19 em 2012 e na fase de qualificação para o Campeonato da Europa de Sub-21 em 2015.
















A FICHA


Nome: Óliver Torres Muñoz
Idade: 19 anos
Data de Nascimento: 10/11/1994    
Local de Nascimento: Navalmoral de la Mata, Espanha
Altura: 1,78m
Peso: 72 kg
Posição: Médio-Ofensivo
Clube: FC Porto

TRAJETÓRIA 

2011/2012: Atlético de Madrid
2012/2013: Atlético de Madrid B
2012/2013: Atlético de Madrid
2013/2014: Atlético de Madrid
2013/2014: Villarreal (empréstimo) 
2014/2015: FC Porto (empréstimo) 

PALMARÉS

Taça do Rei (2012/2013)
La Liga (2013/2014)



Qual é a vossa opinião acerca deste magnífico jogador? Óliver Torres poderá ficar no FC Porto definitivamente? Ou regressará ao Vicente Calderón? Comentem. 

Jornais de Hoje

Títulos de hoje: Lista de compras; Valência tem 30 milhões para Enzo; Nani sossegou colegas.