sábado, 20 de junho de 2015

O que é feito de... Alexi Lalas



Conhecido pelo seu cabelo ruivo e pela sua barba, também ela ruiva, este jogador foi um dos melhores defesas-centrais norte-americanos que passou pelo futebol em Terras do Tio Sam. Este mesmo jogador tinha um enorme sentido posicional, era forte no jogo aéreo e era uma grande referência na defesa da seleção dos Estados Unidos da América. Passou ainda por Itália e Equador, mas foi no seu país que se tornou numa figura mítica, tendo sido também um guitarrista. O seu nome é Alexi Lalas. 


INÍCIO EM NEW JERSEY   
Nascido no dia 1 de Junho de 1970, na cidade de Birmingham, no estado norte-americano do Michigan, Panayotis Alexander Lalas, mais conhecido por Alexi Lalas e irmão de Greg Lalas, começou a sua carreira no mundo do futebol no desconhecido Rutgers Scarlet Knights, onde jogou ao lado de jogadores como, por exemplo, Bill Andracki. A sua passagem pelo clube da cidade de New Jersey marcou o início da sua carreira futebolística ao mais alto nível. Como jogador do Rutgers Scarlet Knights, Alexi Lalas permaneceu sete temporadas consecutivas na cidade de New Jersey (1988, 1989, 1990, 1991, 1992, 1993, 1994).

 

DO PADOVA PARA O NE REVOLUTION 
Depois ter brilhado com as cores do Rutgers Scarlet Knights e com a camisola dos Estados Unidos da América, no Campeonato do Mundo de 1994, disputado no próprio país, Alexi Lalas deu o "salto" para a Europa, onde assinou contrato com o modesto Padova. No Padova, Alexi Lalas jogou ao lado de futebolistas como, por exemplo, Giuseppe Galderisi, Maurizio Coppola, Michel Kreek, Stefano Pioli ou Nicola Amoruso, tendo sido treinado por Mauro Sandreani. Na primeira temporada, em 1994/1995, Alexi Lalas jogou 33 partidas e marcou, apenas, 2 golos, enquanto que na época 1995/1996, Alexi Lalas disputou, apenas, 11 jogos e não marcou qualquer golo, não ganhando qualquer título desportivo. Alexi Lalas ficou duas épocas no modesto Padova (1994/1995, 1995/1996). Depois ter jogado no Padova, Alexi Lalas regressou ao seu país natal e assinou contrato com o New England Revolution, onde privou com alguns nomes como, por exemplo, Giuseppe Galderisi (novamente), Paul Keegan, Mark Watson, Beto Naveda, John DeBrito, Patrick Tardieu ou Joe-Max Moore. No seu regresso aos Estados Unidos da América, Alexi Lalas ficou, apenas, duas épocas e meia no New England Revolution (1996, 1997). 

   

CHEGADA AO EQUADOR 
Após jogar no New England Revolution, Panayotis Alexander Lalas, mais conhecido por Alexi Lalas, rumou até ao Equador, na época 1997, onde assinou contrato com o Emelec. Na sua passagem pelo Emelec, Alexis Lalas foi colega de equipa de jogadores como, por exemplo, Gustavo Baggio, Gustavo Badell, Christian Akselman, Joe-Max Moore (novamente) ou os equatorianos Ángel Fernández, Ivan Kaviedes, Carlos Hidalgo, Luis Escobar ou Ramón Mendoza, tendo sido orientado pelo técnico equatoriano Carlos Sevilla. Alexi Lalas permaneceu na equipa principal do Emelec durante duas épocas e meia (1997, 1998).

    

VOLTAR A "CASA" E "PENDURAR AS CHUTEIRAS"
Após a passagem pelos equatorianos do Emelec, Alexi Lalas regressou aos Estados Unidos da América e foi para a cidade de Nova Iorque, onde assinou contrato com o New York Red Bull, onde privou com jogadores como, por exemplo, Eduardo Hurtado, Roberto Donadoni, Marcelo Vega, Diego Soñora, Wellington Sánchez ou Giovanni Savarese. Alexi Lalas permaneceu, apenas, em 1998 no New York Red Bull. Depois da passagem pelo NY Red Bull, Alexi Lalas rumou até à cidade de Kansas, para representar o Sporting Kansas City, onde foi companheiro de equipa de jogadores como, por exemplo, Uche Okafor, Alex Bunbury, Mo Johnston, Refik Sabanadzovic ou Chris Snitko, tendo sido orientado por Ron Newman. No Sporting Kansas City, Alexi Lalas ficou, apenas, uma época (1999). Depois de ter ficado sem clube, em 2000, Alexi Lalas regressou ao ativo no Los Angeles Galaxy no ano de 2001. Na sua passagem pelo Los Angeles Galaxy, Alexi Lalas jogou ao lado de futebolistas como, por exemplo, Cobi Jones, Danny Pena, Simon Elliot, Matt Reis, Alejandro Moreno, Diego Serna ou Jesús Ochoa, tendo sido treinado pelo técnico alemão Sigi Schmid. O defesa-central norte-americano ficou três temporadas seguidas no Los Angeles Galaxy (2001, 2002, 2003). No final da época de 2003, Alexi Lalas colocou um ponto final na sua carreira de futebolista profissional ao mais alto nível.

                

SÍMBOLO DA SELEÇÃO NORTE-AMERICANA 
Ao nível da Seleção dos Estados Unidos da América, Alexi Lalas registou 96 internacionalizações e apontou, apenas, 9 golos, como defesa-central que era, tornando-se num grande símbolo da equipa norte-americana. Pela seleção norte-americana, Alexi Lalas participou em grandes provas de seleções como, por exemplo, os Campeonatos do Mundo de 1994 (EUA) e de 1998 (França), a Copa América de 1993 e 1995, a Gold Cup de 1993, 1996 e 1998 e nos Jogos Olímpicos de 1996 (Atlanta) e de 1992 (Barcelona). 

  

Atualmente, com 45 anos de idade, Alexi Lalas é o Presidente do estado norte-americano de Los Angeles. 



A FICHA

Nome: Panayotis Alexander Lalas 
Idade: 45 anos
Data de Nascimento: 1/06/1970 
Local de Nascimento: Birmingham, Michigan, Estados Unidos da América
Altura: 1,91m 
Peso: 85 kg 
Posição: Defesa-Central 
Internacionalizações: 96 jogos - 9 golos    


TRAJETÓRIA 

1988/1994: Rutgers Scarlet Knights 
1994/1996: Padova 
1996/1997: Emelec 
1998/1999: NY Red Bull
1998/1999: Sporting Kansas City
2001/2003: Los Angeles Galaxy 


PALMARÉS

Não tem.


EM AÇÃO


sexta-feira, 19 de junho de 2015

Jornais de Hoje

Títulos de hoje: Sporting reserva Marega; Benfica ataca Mitrovic; Maxi e Danilo a caminho do Dragão. 

  

quarta-feira, 17 de junho de 2015

Sporting fez bem em contratar Jorge Jesus? - Resultados


Está finalizada mais uma votação no blogue Galáxia Futebolística, que diz respeito ao Sporting Clube de Portugal e ao Jorge Jesus, sobre o facto de ter sido ou não uma boa ideia contratarem o antigo treinador do Benfica. Num total de 8 votos, nesta sondagem, 62% dos votos dos adeptos portugueses (5 votos) foram para a opção "Sim", enquanto que 25% dos leitores do blogue Galáxia Futebolística (2 votos) votaram na opção "Não sei". Por fim, 12% dos adeptos portugueses (1 voto) votaram na opção "Não". 


Jornais de Hoje

Títulos de hoje: Ultimato a Maxi; Porta aberta ao Sporting; A outra cartola da Seleção. 

   

domingo, 14 de junho de 2015

quarta-feira, 10 de junho de 2015

O que é feito de... Anderson Polga


Foi um dos defesas-centrais brasileiros, titularíssimo, que passou pelo Sporting Clube de Portugal, mas nem sempre foi um jogador unânime entre os adeptos sportinguistas até pela sua forma de jogar. Ainda assim, apresentava um bom jogo aéreo, devido aos seus 1,82 metros de altura, mas não sabia sair a jogar com a bola nos pés, despachando a bola com o famoso "pontapé para a frente". O seu nome é Anderson Polga.   


INÍCIO DA CARREIRA EM PORTO ALEGRE    
Nascido no dia 9 de Fevereiro de 1979, na cidade brasileira de Santiago, Anderson Corrêa Polga começou a sua carreira futebolística no arquirrival do Internacional de Porto Alegre - o Grémio Foot-Ball Porto Alegrense. Na sua passagem pelo Grémio de Porto Alegre, Anderson Polga conviveu com alguns jogadores de futebol como, por exemplo, Cláudio Pitbull, Ronaldinho Gaúcho, Leandro Amaral, Tinga ou Anderson Lima. Como jogador do Grémio, Anderson Polga jogou, na totalidade, 17 jogos e apontou, apenas, 2 golos, tendo festejado a conquista de 1 Copa Sul, 2 Campeonatos Gaúchos e 1 Taça do Brasil. Anderson Polga permaneceu no estado de Porto Alegre durante sete temporadas consecutivas (de 1997 até 2003). 


CHEGADA À EUROPA 
Depois de brilhar com a camisola do Grémio de Porto Alegre, Anderson Polga rumou até ao Velho Continente, onde representou o único clube na sua carreira europeia: o Sporting Clube de Portugal. Assim, na época 2003/2004, Anderson Polga dava início à sua longa carreira no clube "leonino", onde ainda chegou a ser capitão do clube de Alvalade. Na sua passagem pelo Estádio de Alvalade, Anderson Polga coincidiu com grandes jogadores como, por exemplo, Liedson, Deivid, Douala, Paíto, Nani, Miguel Veloso, João Moutinho, Derlei, Van Wolfswinkel ou Rui Patrício, sendo treinado por vários treinadores: Fernando Santos, José Peseiro, Paulo Bento, Carlos Carvalhal, Paulo Sérgio, José Couceiro, Domingos Paciência e Ricardo Sá Pinto. Ao serviço do Sporting Clube de Portugal, Anderson Polga disputou, na totalidade, 342 jogos e marcou 4 golos (nenhum deles no campeonato português), tendo conquistado 2 Taças de Portugal e 2 Supertaças de Portugal. Anderson Polga permaneceu nove épocas seguidas em Alvalade (de 2003/2004 até 2011/2012). 

   

ACABAR A CARREIRA NO BRASIL 
Após se ter tornado num símbolo do Sporting Clube de Portugal, Anderson Polga abandonou Alvalade e rumou até ao Brasil, onde ingressou no Corinthians. Como jogador do Corinthians, Anderson Polga privou com futebolistas como, por exemplo, Chicão, Liedson, Romarinho, Emerson Sheik, Adriano, Paolo Guerrero, Élton ou o chinês Zhizhao, tendo sido orientado pelo experiente técnico brasileiro Tite. Ao serviço do Corinthians, Anderson Polga jogou, na totalidade, 3 jogos e não marcou qualquer golo e não festejou nenhum título pelo Timão. No final da época de 2012, Anderson Polga decidiu colocar um ponto de final na sua carreira de futebolista profissional. 

 

ALGUNS JOGOS PELA SELEÇÃO CANARINHA 
Ao nível da Seleção do Brasil, Anderson Polga registou 11 internacionalizações e marcou 4 golos, tendo festejado a conquista do Campeonato do Mundo de 2002. Pela seleção brasileira, Anderson Polga marcou presença na única grande competição de seleções em que participou: o Campeonato do Mundo de 2002, realizado em conjunto pela Coreia do Sul e pelo Japão. 

 

Atualmente, com 36 anos de idade, Anderson Polga tem estado afastado das lides do futebol mundial. 



A FICHA

Nome: Anderson Corrêa Polga 
Idade: 36 anos
Data de Nascimento: 9/02/1979
Local de Nascimento: Santiago, Brasil 
Altura: 1,82m   
Peso: 79 kg  
Posição: Defesa-Central 
Internacionalizações: 11 jogos - 4 golos


TRAJETÓRIA

1997/2003: Grémio 
2003/2012: Sporting CP
2012: Corinthians 


PALMARÉS

1 Copa Sul 
2 Campeonatos Gaúchos 
1 Taça do Brasil 
2 Taças de Portugal
2 Supertaças de Portugal  


EM AÇÃO


Jornais de Hoje

Títulos de hoje: Bruno nunca viu nada assim; Bruno encantado com Jesus; Guido Carrillo: "FC Porto é um grande da Europa".  

  

segunda-feira, 8 de junho de 2015

O que é feito de... Tiago


Passou pela equipa principal do Sporting Clube de Portugal, onde passou de titular a suplente, depois das chegadas de Ricardo, Vladimir Stojkovic (por pouco tempo) e de Rui Patrício, mas nunca se queixou da sua condição de suplente, a ajudou sempre a equipa em campo quando era chamado a ir à baliza. A sua enorme experiência era um ponto forte e era um guarda-redes forte no jogo aéreo, devido aos seus 1,80 metros de altura, bem como tinha um bom jogo de pés. O seu nome é Tiago Alexandre Baptista Ferreira. 


DO LOURINHANENSE PARA A REBOLEIRA 
Nascido no dia 16 de Abril de 1975, na localidade de A-dos-Cunhados, em Portugal, Tiago Alexandre Baptista Ferreira começou a sua carreira no mundo do futebol no Lourinhanense. Tiago ficou nas camadas jovens do Lourinhanense, Tiago integrou a equipa principal do Sporting Clube de Portugal, onde privou com grandes nomes como, por exemplo, Emílio Peixe, Pedro Martins, Missé-Missé, Hugo Porfírio, Simão Sabrosa ou José Domínguez. Nas primeiras quatro temporadas de "leão ao peito", Tiago jogou, na totalidade, 51 jogos, mas não ganhou nenhum título desportivo. Tiago permaneceu quatro épocas em Alvalade (de 1995/1996 até 1998/1999). Após se ter estreado, como futebolista do Sporting Clube de Portugal, Tiago foi cedido, a título de empréstimo, ao Estrela da Amadora, onde jogou ao lado de jogadores como, por exemplo, Sérgio Marquês, Lázaro Oliveira, Jorge Andrade, Kenedy ou Miguel. Pelo conjunto da Reboleira, Tiago disputou, na totalidade, 52 jogos, mas não festejou qualquer troféu com o conjunto da Reboleira. Tiago ficou no Estrela da Amadora durante, apenas, duas temporadas (1999/2000, 2000/2001). 

 

"ETERNO SUPLENTE" EM ALVALADE 
Depois da cedência, a título de empréstimo, ao modesto Estrela da Amadora, Tiago regressou ao Estádio de Alvalade, na época 2001/2002, onde jogou ao lado de jogadores como, por exemplo, Paulo Bento, João Vieira Pinto, Ricardo Quaresma, Mário Jardel, André Cruz, Facundo Quiroga, Rui Bento ou Ricardo Sá Pinto, tendo sido treinado pelo técnico romeno Lazslo Bölöni. Nesta primeira época, no regresso a Alvalade, em 2001/2002, Tiago jogou a titular, mas com a chegar de Ricardo, Stojkovic e Rui Patrício passou a ser um "eterno suplente", mas ainda teve algumas aparições esporádicas em alguns jogos de "leão ao peito". No seu regresso ao Estádio de Alvalade, Tiago jogou, na totalidade, 77 jogos, tendo festejado a conquista de 1 Liga Portuguesa, 3 Taças de Portugal e 1 Supertaça de Portugal. Tiago permaneceu em Alvalade durante onze épocas consecutivas (de 2001/2002 até 2011/2012).No última jornada, da época 2011/2012, Tiago entrou em campo para o lugar de Rui Patrício, para assinalar a despedida do veterano guarda-redes, num jogo frente ao Sporting de Braga, onde os "leões" ganharam por 3-2 com um hat-trick marcado pelo ponta-de-lança holandês Ricky van Wolfswinkel. No final da temporada 2011/2012, Tiago colocou um ponto final na sua carreira de jogador profissional de futebol.

    

Atualmente, com 40 anos de idade, Tiago é o treinador de guarda-redes da Equipa B do Sporting Clube de Portugal. 



A FICHA

Nome: Tiago Alexandre Baptista Ferreira  
Idade: 40 anos 
Data de Nascimento: 16/04/1975 
Local de Nascimento: A-dos-Cunhados, Portugal 
Altura: 1,80m 
Peso: 72 kg 
Posição: Guarda-Redes 
Internacionalizações: Não tem. 


TRAJETÓRIA

1992/1995: Lourinhanense 
1995/1999: Sporting CP
1999/2001: Estrela da Amadora 
2001/2012: Sporting CP


PALMARÉS

1 Liga Portuguesa 
1 Supertaça de Portugal 
3 Taças de Portugal

Jornais de Hoje

Títulos de hoje: Bruno arrasa notáveis; Semana de vitória; Carrillo e Jiménez na agenda. 

  

sexta-feira, 5 de junho de 2015

OFICIAL: Jorge Jesus vai treinar o Sporting durante três épocas


É oficial: Jorge Jesus é o novo treinador do Sporting Clube de Portugal, durante três temporadas, conforme anunciou o presidente do Sporting Clube de Portugal, Bruno de Carvalho, aos jornalistas numa conferência de imprensa, no Auditório Artur Agostinho, no Estádio de Alvalade. Segundo Bruno de Carvalho, presidente do clube "leonino", a única exigência dada por Jorge Jesus foi vir treinar o clube do coração. O presidente "leonino" disse ainda que foram dois anos de trabalho em proveito do reequilíbrio financeiro do clube de Alvalade que tornaram possível um maior investimento na equipa principal de futebol do Sporting Clube de Portugal - com recursos financeiros próprios. Já a acabar o discurso na conferência de imprensa, Bruno de Carvalho disse ainda que o clube parte para um novo ciclo, que contém uma sustentabilidade assegurada, bem como uma ambição reforçada com o claro objetivo de o Sporting Clube de Portugal voltar a ser Campeão Nacional. Em jeito de conclusão, resta, apenas, dizer que o Sporting CP já comunicou à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) a contratação do antigo treinador do arquirrival da Segunda Circular. 


Qual é a vossa opinião acerca desta notícia? Jorge Jesus terá sucesso no Sporting Clube de Portugal? Comentem.    

Qual é o melhor jogador do Sporting da Covilhã? - Resultados


Está concluída a votação, no blogue Galáxia Futebolística, que diz respeito ao melhor jogador do Sporting Clube da Covilhã. Num total de 10 votos apurados, o grande vencedor desta sondagem é o jogador português João Traquina, que recentemente assinou pelo Belenenses, ao adquirir 70% dos votos dos adeptos portugueses (7 votos). No segundo lugar, com 40% dos votos do público eleitor (4 votos), ficou o ponta-de-lança brasileiro Erivelto. A fechar o pódio, no terceiro lugar, com 30% dos votos (3 votos), ficaram o Bilel e o Kizito. Por fim, no quarto lugar, com, apenas, 10% dos votos (1 voto), temos o Taborda e o Zé Tiago.  










Qual é a vossa opinião acerca deste resultado da sondagem? João Traquina foi o melhor jogador dos "leões da serra"? Ou terá sido o Erivelto que marcou 24 golos na Segunda Liga? Comentem.

Jornais de Hoje

Títulos de hoje: Jesus todo poderoso; Jesus todo poderoso; André André assinou.