quarta-feira, 15 de julho de 2015

Jornais de Hoje

Títulos de hoje: Há acordo por Douglas e Mitroglou; William três meses de fora; Maxi direto ao estágio. 

   

quarta-feira, 8 de julho de 2015

Entrevista Exclusiva: Titá, jogador da AD Manteigas


Ricardo Miguel Plácido Cunha, conhecido no meio futebolístico por "Titá", foi o melhor marcador da Associação Desportiva de Manteigas ao marcar 41 golos na época 2014/2015, quer agora terminou. Conquistou uma Taça da Associação de Futebol da Guarda, na época 2014/2015, e foi uma das figuras da equipa manteiguense.  


Que balanço faz da época 2014/2015, que agora terminou?
Em termos individuais foi bom. Já em termos coletivos conquistámos a Taça, mas falhou a conquista do campeonato.

No que diz respeito aos seus objetivos pessoais, esses também foram concretizados? 
Sim, sem dúvida alguma. Mas o título também era um objetivo pessoal. Mas de resto foi uma época positiva.  

Ao serviço da sua equipa, a Associação Desportiva de Manteigas, os objetivos foram alcançados? 
Acabaram por não ser. À partida cinquenta por cento dos objetivos foram completos porque apenas conquistámos um troféu.

Dos três troféus conquistados (Taça da AF Guarda em 2014/2015 e Campeonato e Taça da AF Guarda em 2012/2013), qual a conquista mais marcante?
Marcante acaba por ser a época 2012/2013 em termos coletivos e em termos individuais foi a época 2013/2014, apesar desta época também ter sido boa.

Na época 2013/2014 marcou 10/11 golos e na época 2014/2015 marcou 41 golos. Qual será a próxima meta em termos de golos?
Depende do patamar em que jogamos. No Campeonato Nacional de Seniores (CNS) serão, mais ou menos, quinze golos, mas num distrital poderão ser vinte e cinco ou trinta golos.

No dia 1 de Julho abriu o mercado de transferências. Pensa continuar na AD Manteigas ou deseja dar o "salto" para um escalão profissional?
Acaba por ser um dos objetivos jogar num escalão profissional, mas tenho propostas de distritais. Dificilmente continuarei na Associação Desportiva de Manteigas, porque tenho propostas mais aliciantes. Saio com o sentimento de dever cumprido e agradeço à Associação Desportiva de Manteigas pelos três anos.

Enquanto jovem jogador, no passado, esteve na formação do Benfica e do Académico de Viseu. O que falhou nas duas equipas referidas?
No Benfica tinha quinze anos e quando cheguei era tudo novo como, por exemplo, estar longe de casa. Mas fiz duas épocas fantásticas e fui chamado às seleções Sub-15 e Sub-16. No Académico de Viseu foi uma curta passagem e onde fiz apenas um jogo. Depois o clube foi à falência e fiquei sem jogar durante meio ano.

Com 27 anos de idade, ainda pensa jogar futebol num futuro próximo?
Enquanto me for possível penso continuar a jogar. Quando achar que não acrescento nada a uma equipa deixo de jogar futebol. Mas, para já, não penso nisso a curto prazo, enquanto for possível.

Ao longo da sua carreira já recebeu algum convite de um clube estrangeiro?
Às uns anos tive, através de um empresário, a oportunidade de ir jogar para Espanha num clube da Segunda Divisão B espanhola, mas achei que não era a melhor opção para mim. Foi uma situação um bocado estranha.  

Jornais de Hoje

Títulos de hoje: Ruiz já é leão; Bryan Ruiz já é leão; Casillas aperta com o Real.