sexta-feira, 25 de março de 2016

Jornais de Hoje

Títulos de hoje: Bruno de Carvalho: «Vamos manter a base e o pulmão da equipa»; Na seleção de Deus; Miguel Layún: «Este é o melhor momento da minha vida». 

Record A Bola O Jogo

segunda-feira, 21 de março de 2016

domingo, 20 de março de 2016

Benfica, sem brilho, venceu no Bessa

Boavista-Benfica (Lusa) 

BOAVISTA 0-1 SL BENFICA 
(Jonas 90'+3) 

Hoje, no Estádio do Bessa, o Sport Lisboa e Benfica derrotou, por 0-1, o Boavista, numa exibição cinzenta e sem brilho, regressando assim ao comando da Primeira Liga portuguesa. O destaque desta partida vai, claramente, para a boa exibição de Jonas, para a exibição coletiva do Benfica muito cinzenta e para a boa arbitragem do árbitro Fábio Veríssimo. 


GOLOS 

90'+3 - SL BENFICA: Golo de Jonas - Numa jogada começada por Renato Sanches, a bola passa pelos pés de Eliseu, com o açoriano a centrar para grande área e Mehdi-Carcela dá de cabeça para Jonas, que bate Mika no último suspiro do jogo no Bessa, colocando o resultado final em 0-1 para os encarnados


DESTAQUES
Mika - Defendeu tudo o que podia, mas não evitou o golo do brasileiro Jonas. 

Rúben Ribeiro - Em quanto esteve em campo fez "gato-sapato" da defesa do Benfica. Merece jogar num clube com outras ambições. 

Paulo Vinícius - Este jogador tem uma raça enorme dentro do campo. 

Jonas - Andou "desaparecido" do jogo, mas apareceu ao último minuto para relançar o campeonato... que se decidirá na última jornada. 

Ederson Moraes - Com este miúdo na baliza, Júlio César já não "calça" mais no campeonato. 

Adeptos do Benfica (claques) - É inadmissível que os petardos e as tochas continuem a entrar nos estádios nacionais. 



Homem do jogo da parte do Boavista: Rúben Ribeiro
Homem do jogo da parte do SL Benfica: Jonas  

Jornais de Hoje

Títulos de hoje: Recital; Demolidor; Águia na mira. 

Record A Bola O Jogo

sábado, 19 de março de 2016

Exibição de gala do Sporting coloca o leão de novo na liderança

Sporting-Arouca (Lusa)

SPORTING CP 5-1 AROUCA
(Téo Gutiérrez 15' e 45', João Mário 18' e 32' e Bryan Ruiz 59'; Gegé 67')

Hoje, no Estádio de Alvalade, o Sporting Clube de Portugal recebeu e goleou o Arouca, por uns expressivos 5-1, e regressou ao comando do campeonato português, com mais um jogo do que o Sport Lisboa e Benfica. O destaque desta partida vai, claramente, para a grande exibição coletiva do Sporting CP e para a boa arbitragem de Manuel Oliveira, com apenas um erro em campo. 


GOLOS

15' - SPORTING CP: Golo de Téo Gutiérrez - Após a marcação de um pontapé de canto por Bruno César, o defesa-central uruguaio Sebastián Coates cabeceia a bola e o ponta-de-lança colombiano, à boca da baliza, toca no esférica e mete-o dentro da baliza de Rafael Bracalli. Estava feito o 1-0 para os leões.

18' - SPORTING CP: Golo de João Mário - Três minutos depois de ter marcado, o ponta-de-lança colombiano inicia o contra-ataque leonino, assiste João Mário e o médio-ofensivo português remata sem qualquer chance de defesa para o guardião brasileiro, colocando o resultado em 2-0. .

32' - SPORTING CP: Golo de João Mário - Depois de um excelente trabalho individual de Adrien Silva, o médio luso-português combinou com Islam Slimani e assistiu João Mário que "fuzilou" a baliza do Arouca, sem dar qualquer hipótese de defesa para Bracalli, aumentando a contagem para 3-0 para a equipa de Jorge Jesus.

45' - SPORTING CP: Golo de Téo Gutiérrez - Num golo muito parecia ao primeiro, Bruno César marca o pontapé de canto, William Carvalho cabeceia a bola e o ponta-de-lança colombiano, à boca da baliza, toca no esférico, colocando-o no fundo das redes do Arouca, aumentando para 4-0 no fecho da primeira parte.

59' - SPORTING CP: Golo de Bryan Ruiz - Depois de uma boa jogada coletiva, o médio-ofensivo costa-riquenho rematou sem qualquer chance de defesa para o guarda-redes sul-americano e aumentou o resultado dos leões para 5-0.

67' - AROUCA: Golo de Gegé - Após um cruzamento de Lucas Lima, Gegé antecipa-se a um jogador do Sporting CP e, em posição irregular, cabeceia para o fundo das redes de Rui Patrício, reduzindo o marcador e marcando o golo de honra que fixou o resultado final em 5-1 em Alvalade.


DESTAQUES

Téo Gutiérrez - O ponta-de-lança colombiano calou muita gente ao marcar dois golos e assistir para um.

João Mário - O médio português marcou dois golos de belo efeito e será uma injustiça se não for ao Campeonato da Europa em França.

Bryan Ruiz - O médio-ofensivo marcou um grande golo e "arrumou" logo com o jogo.

Rui Patrício - Sofreu um golo irregular do Arouca e defendeu tudo o que havia para defender.

Rafael Bracalli - Sofreu cinco golos sem qualquer culpa no cartório.

Gegé - Marcou o golo de honra do Arouca esta tarde/noite em Alvalade.

Manuel Oliveira - Fez quase uma arbitragem impecável, mas não invalidou o golo do Arouca.



Homem do jogo da parte do Sporting CP: Téo Gutiérrez 
Homem do jogo da parte do Arouca: Gegé 

Os cinco penaltis falhados de forma escandalosa

1º - ROBERTO BAGGIO


2º - SERGIO RAMOS


3º - DAVID BECKHAM


4º - OSCAR CARDOZO


5º - RONALDINHO GAÚCHO

Jornais de Hoje

Títulos de hoje: Jorge Jesus: «Sporting respira saúde»; Renato no caminho das estrelas; Força de segurança. 

Record A Bola O Jogo

domingo, 6 de março de 2016

O que é feito de... Mantorras


Foi um dos avançados angolanos mais promissores que passaram pelo nosso futebol português, representando um dos Três Grandes, mas as lesões no joelho direito foram sempre um "osso duro de roer", levando ao fim da carreira de jogador de futebol profissional. Dono de uma excelente capacidade de finalização, este grande futebolista possuía também um bom jogo aéreo, graças aos seus 1,78 metros de altura, tinha uma capacidade técnica acima da média, era um jogador bastante veloz e ficou célebre em Portugal por decidir os jogos no fatídico minuto 90. Fez toda a sua carreira profissional em Portugal e o seu nome é Pedro Manuel Torres, mas é mais conhecido por Mantorras


DE ANGOLA PARA PORTUGAL
Nascido no dia 18 de Março de 1982, na cidade angolana de Luanda, capital de Angola, Pedro Manuel Torres, mais conhecido por Mantorras, começou a sua carreira de jogador de futebol profissional no seu país natal, onde representou o Progresso Associação do Sambizanga, no ano de 1999. Na época seguinte, em 1999/2000, Mantorras deixou o Progresso Associação do Sambizanga e rumou até Portugal, onde assinou contrato com o Alverca, presidido por Luís Filipe Vieira, e partilhou o balneário com nomes conhecidos do futebol nacional como, por exemplo, Sergei Ovchinnikov, Paulo Santos, Zé António, Vasili Kulkov, Nuno Assis, Alhandra ou Duda, tendo sido treinado, na primeira época, pelo experiente treinador português José Romão. Na sua passagem pelo Complexo Desportivo FC Alverca, Mantorras jogou, na totalidade, 34 jogos e apontou cerca de 10 golos, mas não venceu qualquer título desportivo em solo ribatejano. Mantorras permaneceu no Alverca durante duas épocas seguidas (1999/2000, 2000/2001). 

   

GRANDE SÍMBOLO DO BENFICA
Após duas épocas a defender as cores do Alverca, Mantorras chegou ao Sport Lisboa e Benfica na época de 2001/2002, privando com grandes futebolistas como, por exemplo, Moreira, Robert Enke, Paulo Lopes, Argel, Fernando Meira, Miguel, Anders Andersson, Tiago, Zlatko Zahovic, Carlitos, Tomislav Sokota, João Tomás, Edgaras Jankauskas, Abdel Sabry ou Simão Sabrosa, tendo sido treinado, na primeira época no Benfica, por Toni e Jesualdo Ferreira. Como jogador do Sport Lisboa e Benfica, Mantorras disputou, na totalidade, 129 jogos e marcou cerca de 31 golos, tendo conquistado 1 Liga Portuguesa e 1 Taça de Portugal. O ponta-de-lança angolano permaneceu no Estádio da Luz ao longo de dez épocas consecutivas (de 2001/2002 até 2010/2011), tendo colocado um ponto final na sua carreira de futebolista profissional, no final da época de 2010/2011, depois de várias lesões sofridas no joelho direito. 

    

MUITAS PRESENÇAS, POUCOS GOLOS
Como jogador da Seleção de Angola, Mantorras registou 29 internacionalizações e marcou, apenas, 4 golos, tendo marcado presença em grandes competições de seleções como, por exemplo, o Campeonato do Mundo de 2006 (Alemanha) e as Taças das Nações Africanas de 2006 e de 2010. Pelas camadas jovens da seleção angolana, Mantorras participou no Campeonato do Mundo de Sub-20 de 2001.


Atualmente, com 33 anos de idade, Pedro Manuel Torres, mais conhecido por Mantorras, é Embaixador do Sport Lisboa e Benfica em Angola.


A FICHA

Nome: Pedro Manuel Torres 
Idade: 33 anos 
Data de Nascimento: 18/03/1982 
Local de Nascimento: Luanda, Angola 
Altura: 1,78m 
Peso: 71 kg 
Posição: Ponta-de-Lança 
Internacionalizações: 29 jogos - 4 golos


TRAJETÓRIA

1998/1999: Progresso 
1999/2001: FC Alverca
2001/2011: SL Benfica 


PALMARÉS

1 Liga Portuguesa 
1 Taça de Portugal 


EM AÇÃO


sábado, 5 de março de 2016

Alguns dos melhores dérbis desde o ano 2000


SPORTING 3-0 BENFICA



SPORTING 5-3 BENFICA



BENFICA 4-3 SPORTING



SPORTING 3-2 BENFICA



SPORTING 0-2 BENFICA

Os "dérbis" entre Sporting e Benfica desde 1999/2000


1999/2000
Sporting CP 0-1 SL Benfica
SL Benfica 0-0 Sporting CP

2000/2001
Sporting CP 3-0 SL Benfica
SL Benfica 3-0 Sporting CP

2001/2002
Sporting CP 1-1 SL Benfica
SL Benfica 2-2 Sporting CP

2002/2003
SL Benfica 1-2 Sporting CP
Sporting CP 0-2 SL Benfica

2003/2004
SL Benfica 1-3 Sporting CP
Sporting CP 0-1 SL Benfica 

2004/2005
Sporting CP 2-1 SL Benfica
SL Benfica 1-0 Sporting CP

2005/2006
Sporting CP 2-1 SL Benfica 
SL Benfica 1-3 Sporting CP

2006/2007
Sporting CP 0-2 SL Benfica
SL Benfica 1-1 Sporting CP

2007/2008
SL Benfica 0-0 Sporting CP
Sporting CP 1-1 SL Benfica

2008/2009
SL Benfica 2-0 Sporting CP
Sporting CP 3-2 SL Benfica

2009/2010
Sporting CP 0-0 SL Benfica
SL Benfica 2-0 Sporting CP

2010/2011
SL Benfica 2-0 Sporting CP
Sporting CP 0-2 SL Benfica

2011/2012
SL Benfica 1-0 Sporting CP
Sporting CP 1-0 SL Benfica

2012/2013
Sporting CP 1-3 SL Benfica
SL Benfica 2-0 Sporting CP

2013/2014
Sporting CP 1-1 SL Benfica
SL Benfica 2-0 Sporting CP

2014/2015
SL Benfica 1-1 Sporting CP
Sporting CP 1-1 SL Benfica

2015/2016
SL Benfica 0-3 Sporting CP

Jornais de Hoje

Títulos de hoje: Dérbi para heróis; Ataque ao título; Senhores, liguem os motores. 

Record A Bola O Jogo