terça-feira, 23 de agosto de 2016

O que é feito de... Sebastian Deisler

 

Foi um bom médio-ofensivo que brilhou com a camisola do todo-poderoso Bayern de Munique, mas poderia ter tido uma carreira desportivo muito melhor. Dono de uma excelente capacidade de finalização, este jogador possuía também um excelente jogo aéreo, graças aos seus 1,82 metros de altura, era um jogador bastante veloz, tendo em conta que era um médio-ofensivo, tinha uma capacidade técnica muito acima da média, possuía um enorme espírito de liderança dentro das quatro linhas e tinha um excelente remate de longa distância digno de um grande médio-ofensivo. Jogou em três cidades alemãs (M'Glabach, Berlim e Munique) e foi ainda uma das figuras da Seleção da Alemanha. O seu nome é Sebastian Deisler. 


DE M'GLADBACH PARA BERLIM  
Nascido no dia 5 de Janeiro de 1980, na cidade alemã de Lörrach, Sebastian Toni Deisler deu início à sua carreira de futebolista profissional, na temporada de 1998/1999, quando integrou o plantel do Borussia de M'Gladbach, privando com nomes como, por exemplo, Robert Enke, Patrick Andersson, Marco Villa ou Martin Schneider, tendo sido treinado por dois treinadores alemães: Rainer Bonhof  e Friedel Rausch. Como jogador do Borussia de M'Gladbach, Sebastian Deisler jogou, na totalidade, 17 jogos e marcou, apenas, 1 golo, mas não venceu qualquer título pelo modesto clube alemão. Na temporada seguinte, em 1999/2000, Sebastian Deisler mudou-se para a cidade de Berlim, onde assinou contrato com o Hertha de Berlim, partilhando o balneário com vários futebolistas como, por exemplo, Gábor Király, Josip Simunic ou Hendrik Herzog, tendo sido orientado, na primeira época em Berlim, por Jürgen Röber. Ao serviço do Hertha de Berlim, Sebastian Deisler realizou, na totalidade, 73 jogos e marcou cerca de 9 golos, tendo conquistado  1 Taça da Liga. Sebastian Deisler permaneceu em Berlim, apenas, três temporadas consecutivas (de 1999/2000 até 2001/2002).

     

EM MUNIQUE ATÉ AO FIM
Depois de três épocas seguidas a defender as cores do Hertha de Berlim, Sebastian Deisler mudou-se para Munique, na época de 2002/2003, onde assinou contrato com o todo-poderoso Bayern de Munique, privando com grandes nomes do futebol mundial como, por exemplo, Oliver Kahn, Philipp Lahm, Bixente Lizarazu, Willy Sagnol, Mehmet Scholl, Zé Roberto, Michael Ballack, Bastian Schweinsteiger, Cláudio Pizarro, Roque Santa Cruz ou Owen Hargreaves, tendo sido treinado por Ottmar Hitzfeld. Como jogador do Bayern de Munique, Sebastian Deisler disputou, na totalidade, 88 jogos e marcou cerca de 11 golos, tendo contribuído para a conquista 3 Bundesliga, 3 Taças da Alemanha e 1 Taça da Liga. Sebastian Deisler permaneceu em Munique durante cinco temporadas consecutivas (de 2002/2003 até 2006/2007). No final da época de 2006/2007, Sebastian Deisler decidiu colocar um ponto final na sua carreira de futebolista profissional, depois de sofrer uma grave lesão num dos joelhos e de ter sofrido, também, uma grave depressão.  

    

PRESENÇA REGULAR NA SELEÇÃO GERMÂNICA 
Como jogador da Seleção da Alemanha, Sebastian Deisler registou 36 internacionalizações e apontou, apenas, 3 golos, tendo sido uma presença regular na seleção germânica. Pela seleção alemã, Sebastian Deisler marcou presença em grandes competições de seleções como, por exemplo, o Campeonato da Europa de 2000 (Bélgica/Holanda) e a Taça das Confederações em 2005. Ainda assim, pelas camadas jovens da Seleção da Alemanha, Sebastian Deisler marcou presença no Campeonato da Europa de Sub-18 de 1998 e no Campeonato do Mundo de Sub-17 de 1997.


Atualmente, com 36 anos de idade, Sebastian Deisler não desempenha qualquer função ligada ao mundo do futebol.


A FICHA

Nome: Sebastian Toni Deisler
Idade: 36 anos   
Data de Nascimento: 5/01/1980
Local de Nascimento: Lörrach, Alemanha
Altura: 1,82m 
Peso: 71 kg
Posição: Médio-Ofensivo
Internacionalizações: 36 jogos - 3 golos


TRAJETÓRIA

1998/1999: Borussia M'Gladbach
1999/2002: Hertha BSC
2002/2007: Bayern de Munique


PALMARÉS

3 Bundesliga
3 Taças da Alemanha
2 Taças da Liga


EM AÇÃO













Sem comentários:

Enviar um comentário

Podem comentar á vontade e cada um pode expressar a sua opinião, mas aviso já que não aceito comentários insultuosos contribuindo para o bom funcionamento da caixa de comentários e para debater opiniões sobre as notícias colocadas no blog.
Por fim, peço também aos "anónimos" que assinem o seu nome/nick no final dos seus comentários de modo a facilitar a comunicação entre os leitores e o autor do blog.