terça-feira, 25 de abril de 2017

Vítor Oliveira: o "elevador" que está sempre a subir

Paços de Ferreira (1990-1991), Académica de Coimbra (1996-1997), União de Leiria (1997-1998), Belenenses (1998-1999), Leixões (2006-2007), Arouca (2012-2013), Moreirense (2013-2014), União da Madeira (2014-2015), Desportivo de Chaves (2015-2016) e Portimonense (2016-2017). Dez clubes, dez subidas com grande sucesso. Vítor Oliveira mostrou que é cada vez mais um treinador especializado em subir equipas à Primeira Liga portuguesa. Aos 63 anos de idade, Vítor Oliveira colocou o Portimonense no escalão máximo futebol nacional, o que já não acontecia à seis anos desde que o clube algarvio tinha estado na Primeira Liga na época de 2010/2011. Agora que o Portimonense vai estar entre os grandes do nosso futebol, Vítor Oliveira irá deixar o clube de Portimão e abraçar um novo projeto para continuar a ser o "elevador" que está sempre a subir. Para Vítor Oliveira é assim: ele prefere jogar para ganhar um lugar de subida do que lutar para descer na Primeira Liga, como já lhe aconteceu noutras equipas no passado. E esta façanha de Vítor Oliveira ao conseguir a décima subida à Primeira Divisão até foi alvo de destaque por parte da imprensa espanhola com o título Oliveira, o treinador milagre do futebol português: 5 subidas seguidas à Primeira, fazendo alusão, apenas, às subidas com Arouca, Moreirense, União da Madeira, Desportivo de Chaves e Portimonense. A partir da próxima época, pretendentes não faltarão para que Vítor Oliveira pegue noutro clube e o leve até à Primeira Liga, tornando isto num ciclo vicioso: sobe à Primeira Liga e regressa à Segunda para outra equipa. Mas para que o sucesso da subida à Primeira Liga, Vítor Oliveira tem de ter um clube bem organizado e bem estruturado para que possa conseguir almejar tal feito e de preferência que tenha jogadores de qualidade para chegar ao topo. E com esses parâmetros há poucas equipas na 2ª Liga que possam contar com um treinador como o Vítor Oliveira. Á medida que as subidas vão acontecendo começar surgir a surgir a seguinte ideia: será que o próprio Vítor Oliveira poderia aumentar o seu número de subidas se estivesse numa 2ª Liga espanhola, Ligue 2 ou no Championship? Provavelmente nunca saberemos a resposta a esta pergunta, mas que seria mais um grande feito, caso conseguisse fora de portas, lá isso seria. Jamais, no futebol português, haverá um treinador com esta capacidade para cumprir o sonho de marcar presença na Primeira Liga que muitas equipas da 2ª Liga têm. Vítor Oliveira é único.   

Sem comentários:

Enviar um comentário

Podem comentar á vontade e cada um pode expressar a sua opinião, mas aviso já que não aceito comentários insultuosos contribuindo para o bom funcionamento da caixa de comentários e para debater opiniões sobre as notícias colocadas no blog.
Por fim, peço também aos "anónimos" que assinem o seu nome/nick no final dos seus comentários de modo a facilitar a comunicação entre os leitores e o autor do blog.