Avançar para o conteúdo principal

O 11 da UEFA Champions League



Gianluigi Buffon (Juventus): O veterano guarda-redes italiano da Juventus foi um dos melhores guarda-redes da maior prova europeia de clubes e quando se pensava que iria conseguir vencer a sua primeira Liga dos Campeões, eis que sofre quatro golos numa final épica que terminou com a vitória do Real Madrid. Ainda não foi desta que Buffon conseguiu vencer a Champions

Dani Alves (Juventus): O lateral-direito brasileiro, que passou por Barcelona e Sevilla, foi um dos esteios da defesa da Vecchia Signora e fez duas tremendas exibições naquela meia-final diante do AS Mónaco, treinado por Leonardo Jardim. Nesta edição da UEFA Champions League, Dani Alves mostrou que ainda pode jogar nos grandes palcos europeus e faltou-lhe um bocadinho para ser Campeão Europeu de clubes. 

Leonardo Bonucci (Juventus): À semelhança de Dani Alves, Leonardo Bonucci foi o patrão da defesa da Juventus, mas jogando com Andrea Barzagli ou com Chiellini ao seu lado. Bonucci mostrou ao longo da competição porque é que ainda tem muitos clubes interessados em si. Foi um defesa-central rigoroso quando tinha que defender e não complicava no que era fácil. Ficou-lhe um amargo de boca por ter perdido a Champions

Sergio Ramos (Real Madrid): Apesar do seu estilo caceteiro e de ser um defesa-central sobrevalorizado, Sergio Ramos foi sempre o salvador do Real Madrid nos momentos de maior aflição como, por exemplo, no jogo em San Paolo diante do Nápoles. Pode ser odiado por uns e amado por outros, mas Sergio Ramos conseguiu também transmitir alguma segurança na defesa do conjunto merengue

Marcelo (Real Madrid): O lateral-esquerdo brasileiro já leva anos e anos a defender as cores do todo-poderoso Real Madrid e, tal como Sergio Ramos, também é odiado por uns e amado por outros, mas nesta edição da Liga dos Campeões, Marcelo esteve muitíssimo bem e deu sempre muito segurança na hora de defender, no lado esquerdo, e no ataque também esteve muito bem ao serviço do Real Madrid. 

Julian Weigl (Borussia Dortmund): E o único alemão neste onze teria de ser Julian Weigl. O jovem médio do Borussia Dortmund foi uma das revelações da equipa alemão, que dividiu o grupo com Real Madrid e Sporting Clube de Portugal, e que fez uma campanha positiva na montra europeia, mostrando-se a bom nível com a camisola amarela. Weigl transmitiu sempre a segurança necessária no meio-campo do Borussia Dortmund. 

Casemiro (Real Madrid): Jamais os adeptos do Real Madrid irão esquecer o tremendo golo que o brasileiro marcou ao lendário Gigi Buffon, em que ele não teve receio de aplicar toda a sua força naquele remata indefensável. Ao longo da Liga dos Campeões, esta época, Casemiro conseguiu sempre (ou quase sempre) ser o pêndulo que equilibrava o meio-campo do Real Madrid e foi uma peça fundamental no bicampeonato europeu do conjunto blanco.     
Kylian Mbappé (AS Mónaco): O jovem prodígio francês foi, sem dúvida, a grande revelação desta UEFA Champions League e na retina vai ficar as excelentes exibições diante do Manchester City, Borussia Dortmund e da Juventus. Mbappé também conseguiu marcar um golo solitário ao experiente Gianluigi Buffon e não há muitos jovens craques que se possam orgulhar de tal feito. Mbappé foi a grande surpresa da Champions

Paulo Dybala (Juventus): O jovem extremo argentino foi uma grande figura no ataque da Juventus ao longo de toda a Liga dos Campeões, mas na final passou muito despercebido. Ainda assim, Dybala conseguiu mostrar que tem talento para dar e vender e a Juventus deveria começar a pensar no substituto do craque sul-americano. Paulo Dybala aproveitou, e de que maneira, a grande montra europeia para se mostrar ao mundo do futebol. 

Bernardo Silva (AS Mónaco): O ex-jogador do Sport Lisboa e Benfica foi a outra grande surpresa da competição, logo a seguir ao jovem Kylian Mbappé. Bernardo Silva foi o grande motor de toda a equipa do AS Mónaco, de Leonardo Jardim, visto que todo o jogo da equipa monegasca passava pelos seus pés. Esta boa passagem pela Champions, com a camisola do AS Mónaco, acabou por culminar na ida de Bernardo Silva para o todo-poderoso Manchester City. 

Cristiano Ronaldo (Real Madrid): Já não há palavras que descrevam o futebol praticado por Cristiano Ronaldo. Aproveitando a temporada menos boa de Lionel Messi, o internacional português sagrou-se, pela primeira vez, bicampeão europeu e é o primeiro futebolista português a vencer quatro Ligas dos Campeões (em 2008 pelo Manchester United e em 2014, 2016 e 2017 pelo Real Madrid), destronando, assim, o lendário Eusébio. E ainda se tornou no melhor marcador da UEFA Champions League destronando... Lionel Messi.         

Comentários

Mensagens populares deste blogue

O que é feito de... Jeffren Suárez

Chegou a ser considerado com uma das maiores jovens promessas que saíram da cantera de La Masía, mas nunca conseguiu mostrar a 100% todo o potencial que lhe era atribuído por todos os adeptos de futebol. Dono de uma boa capacidade de finalização, este jogador possui também uma boa capacidade de drible, tem uma capacidade técnica um pouco acima da média, tem um excelente poder de explosão a partir das alas e é um jogador bastante veloz, utilizando a sua velocidade para causar estragos nas equipas adversárias. Passou por Espanha e Portugal, mas faltou-lhe aquela estrelinha para poder vingar a 100% nos clubes por onde passou. O seu nome é Jeffren Suárez.

INÍCIO PROMETEDOR EM LA MASÍA Nascido no dia 20 de Janeiro de 1988, na cidade venezuelana de Ciudad Bolívar,Jeffren Isaac Suárez Bermúdez deu início à sua carreira de futebolista profissional, na época de 2004/2005, quando integrou as camadas jovens do Barcelona, privando com jovens craques como, por exemplo, Pedro Rodríguez. Na temporada…

Lucas Perri colocado na rota do Sporting

De acordo com o jornal desportivo português A Bola, Lucas Perri, jovem guarda-redes brasileiro, de 20 anos de idade, que representa o São Paulo, está na mira do Sporting Clube de Portugal para reforçar o clube verde e branco na próxima temporada. Ainda de acordo com o mesmo diário desportivo nacional, além do clube de Alvalade, há mais três equipas europeias interessadas em contratar este jovem guarda-redes sul-americano, que é conhecido no futebol brasileiro como o novo Alisson Becker: Nápoles, AS Roma e Celta de Vigo. De referir ainda que Lucas Perri, que passou ainda pelo Ponte Preta, é considerado como uma das maiores jovens promessas do futebol canarinho

Qual é a vossa opinião acerca desta notícia? Lucas Perri poderia ser uma excelente contratação para o Sporting? Comentem.

Jubal na mira de alguns clubes portugueses

Tem qualidade para chegar a qualquer um dos três grandes? Desde que chegou ao futebol português, à duas temporadas, para jogar no Arouca, o defesa-central brasileiro evoluiu de forma muito positiva e, em Guimarães, tem sido um peça fundamental, quer para José Peseiro, quer para Pedro Martins, quando este passou pela Cidade-Berço.Ainda assim, não seria descabido se algum clube estrangeiro se antecipasse e viesse buscar este excelente jogador. 
De acordo com o jornal desportivo português O Jogo, Jubal Júnior, defesa-central brasileiro, de 24 anos de idade, que representa atualmente o Vitória de Guimarães, por empréstimo do Arouca, está a realizar uma temporada muito boa em Guimarães e o clube vimaranense poderá exercer a opção de compra do defesa canarinho. Ainda de acordo com o mesmo diário desportivo nacional, o Vitória de Guimarães pretende ficar com o jogador, em definitivo, e o clube vimaranense e o Arouca irão discutir uma eventual transferência para o Minho, tendo em conta que ex…