quinta-feira, 8 de junho de 2017

O 11 do Campeonato do Mundo de Sub-20


Santiago Mele (Uruguai): Apesar de ter sido o principal "carrasco" da Seleção Nacional, na lotaria das grandes penalidades, Santiago Mele mostrou, neste Campeonato do Mundo de Sub-20, que é um guarda-redes talentoso e que merece, sem dúvida, chegar a um grande campeonato na Europa. Muito provavelmente, Mele será o sucessor natural de Fernando Muslera na seleção principal do Uruguai. 

Diogo Dalot (Portugal): Foi, sem qualquer dúvida, uma das grandes figuras da Seleção Nacional neste Mundial de Sub-20. Diogo Dalot levou quase sempre a equipa lusa às costas, devido à vertente ofensiva que mostrou em grande parte dos jogos, principalmente durante a fase de grupos. Merece, certamente, um lugar na equipa principal do FC Porto e, quem sabe, na seleção principal de Portugal, num futuro próximo. 

Santiago Bueno (Uruguai): Apesar de ter marcado a grande penalidade que sentenciou a eliminação de Portugal, Santiago Bueno foi um dos patrões da defesa do Uruguai, que não sofreu qualquer golo, até ao jogo com Portugal. Santiago Bueno mostrou que tem qualidade para jogar em qualquer grande campeonato na Europa e em qualquer clube com ambições no Velho Continente. É mais um nome a ter em conta para o futuro da seleção celeste

Kyle Walker (Inglaterra): Impôs-se com naturalidade como titular absoluto na Seleção de Sub-20 de Inglaterra, visto que sabe o que é ser titular num clube como o Tottenham. Kyle Walker mostrou neste Campeonato do Mundo que é um jogador que sabe sair a jogar com a bola nos pés e que poderá, muito em breve, ser o dono da posição na principal seleção inglesa. Agora só o tempo o poderá dizer. 

Marcelo Saracchi (Uruguai): Neste Campeonato do Mundo de Sub-20, Marcelo Saracchi mostrou que pode muito bem a vir a conseguir jogar num grande campeonato europeu, até porque já chegou a ser apontado ao Sport Lisboa e Benfica. Juntamente com Santiago Bueno e Santiago Mele, Saracchi foi um dos esteios defensivos da seleção uruguaia neste mesmo Campeonato do Mundo da categoria. 

Pêpê (Portugal): Das vezes em que jogou com a camisola de Portugal, neste Mundial de Sub-20, Pêpê mostrou qualidade mais que suficiente para conseguir singrar no mundo do futebol. Pêpê soube sempre manter a bola controlada e conseguir equilibrar o meio-campo da seleção portuguesa. Muito provavelmente estará, daqui a uns anos, na seleção principal e, quem sabe, na equipa principal do Benfica. 

Yangel Herrera (Venezuela): O médio-defensivo foi um dos esteios do meio-campo da Seleção de Sub-20 da Venezuela que vai marcar presença na final deste Campeonato do Mundo da categoria, diante da seleção inglesa. Yangel Herrera mostrou que tem qualidade mais que suficiente para atuar num grande clube europeu. Muito provavelmente ainda iremos ouvir falar muita vez deste enorme jogador da Venezuela. 

Federico Valverde (Uruguai): Joga no Real Madrid Castilla e isso explica porque está na formação secundária do colosso espanhol. Federico Valverde mostrou grande qualidade neste Mundial de Sub-20, com as cores do Uruguai, e soube capitanear a sua seleção mostrando, assim, um grande espírito de liderança dentro do campo. Se continuar a trabalhar bem como tem estado a fazer, Valverde poderá pensar em ter algumas chances de chegar à equipa principal do Real Madrid e do Uruguai. 

Diogo Gonçalves (Portugal): O outro Diogo da seleção portuguesa conseguiu também realizar um excelente Mundial de Sub-20 e na retina ficará, para sempre, aquele golo incrível marcado à Seleção do Uruguai. Diogo Gonçalves mostrou nesta competição que merece, mais do que qualquer outro jogador, uma oportunidade na equipa do Benfica. Poderá ser mais um jogador com estadia curta no nosso campeonato português. 

Bruno Xadas (Portugal): Além de Diogo Dalot, Pêpê e de Diogo Gonçalves, Bruno Xadas também realizou excelentes exibições com a camisola portuguesa, jogando e fazendo jogar a equipa nacional. Formado no SC Braga, Bruno Xadas mostrou, neste Campeonato do Mundo de Sub-20, que o clube bracarense também tem bons jogadores na sua formação, além dos Três Grandes. É mais um grande nome na nova Geração de Ouro do futebol português. 

Dominic Solanke (Inglaterra): O ponta-de-lança inglês fez um bom Campeonato do Mundo de Sub-20 e ajudou a Seleção de Sub-20 de Inglaterra a chegar à final da competição, que se realiza este domingo. O jovem craque britânico, formado no Chelsea, mostrou que pode ser titular no clube inglês e que pode ser uma mais-valia, no futuro, para a seleção principal inglesa. Vamos esperar para ver no que dá este jogador nos próximos tempos. 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Podem comentar á vontade e cada um pode expressar a sua opinião, mas aviso já que não aceito comentários insultuosos contribuindo para o bom funcionamento da caixa de comentários e para debater opiniões sobre as notícias colocadas no blog.
Por fim, peço também aos "anónimos" que assinem o seu nome/nick no final dos seus comentários de modo a facilitar a comunicação entre os leitores e o autor do blog.