Scouting: Jorge Fellipe

Scouting é uma rúbrica semanal do blogue desportivo Galáxia Futebolística, onde serão dados a conhecer jogadores que atuam fora dos grandes campeonatos europeus, independentemente da sua idade e equipa que representam.

Não há muitos jogadores brasileiros que cheguem em Janeiro ao futebol português e que se consigam impor numa equipa como titular. Jorge Fellipe chegou ao Desportivo das Aves, no passado mercado de Inverno, depois de ser contratado ao modesto CSA e passou logo a ser o patrão da defesa do emblema da Vila das Aves. Dono de uma estampa física impressionante, como se verificou no jogo diante do Sport Lisboa e Benfica, em pleno Estádio da Luz, Jorge Fellipe é um defesa-central muito forte no jogo aéreo, graças aos seus 1,95 metros de altura, apresenta uma razoável veia goleadora, como comprovam os 5 golos marcados ao longo da sua carreira, sabe sair a jogar com a bola nos pés e não tem medo de ir ao choque com os seus adversários.

Resultado de imagem para jorge fellipe aves

Nascido em São Gonçalo, na cidade do Rio de Janeiro, no Brasil, Jorge Fellipe começou a sua carreira de futebolista nas camadas jovens do Santos, onde coincidiu com Thiago Carleto, Tiago Luís ou Júnior Moraes, seguindo viagem, depois, para o Vilavelhense (2008) e para o futebol ucraniano, onde representou o Volyn (2008) - na sua primeira passagem fora do futebol brasileiro. 
A partir de 2009, Jorge Fellipe regressou ao Brasil onde jogou em várias equipas e onde se assumiu como o bom defesa-central que é e onde fez também muitos jogos a titular em vários clubes (Juventude: 14 jogos; Náutico: 4 jogos; Paysandu: 3 jogos; Duque de Caxias: 10 jogos; América-RN: 2 jogos; Boavista-RJ: 11 jogos; Nova Iguaçu: 28 jogos; Madureira: 11 jogos; CSA: 15 jogos). Até ao momento, Jorge Fellipe já realizou duas partidas como titular pelo Desportivo das Aves (contra o Belenenses e o Benfica), mostrando, claramente, que é um jogador de muita qualidade e que poderá almejar chegar a uma equipa com outras ambições em Portugal ou, quiçá, numa equipa de média dimensão de um grande campeonato europeu. A contratação de Jorge Fellipe, pelo scouting do Desportivo das Aves, mostrou que não é preciso gastar-se milhões de euros para se comprar bons, porque com tostões também se contratam craques com qualidade.             

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Vai dar que falar... João Virgínia

OFICIAL: Simeon Slavchev vai continuar emprestado ao Lechia Gdańsk