O que é feito de... Rogério Ceni

Resultado de imagem para rogerio ceni spfc 

Nos dias que correm é raro ver jogadores de futebol permanecerem tanto tempo em grandes clubes, como são os casos de Gianluigi Buffon, Andrés Iniesta, Xabi Prieto, Philipp Lahm ou Steven Gerrard. No São Paulo, entrou para a história do clube aquele que foi um dos maiores guarda-redes que dava nas vistas pelo que fazia entre os postes e pela sua inquestionável veia goleadora. Venceu tudo o que havia para ganhar com o histórico emblema tricolor e lidera aquele lote raro de guarda-redes goleadores, onde constam grandes nomes, como, por exemplo, Jorge Campos, José Luis Chilavert, René Higuita ou Hans-Jörg Butt. O seu nome é Rogério Ceni. 


INÍCIO DA CARREIRA NO SINOP
Nascido no dia 22 de Janeiro de 1973, na cidade brasileira Pato Branco, do estado do Paraná, Rogério Mücke Ceni deu início à sua carreira de guarda-redes profissional, na longínqua época de 1990, onde integrou as camadas jovens do modesto Sinop, do estado de Mato Grosso, e onde foi lançado, com 17 anos de idade, pelo técnico brasileiro Nilo Neves. O então jovem guarda-redes brasileiro estreou-se pelo Sinop no dia 15 de Abril de 1990 diante do também modesto Cáceres. Ao serviço do Sinop, Rogério Ceni participou em 11 jogos oficiais e marcou 6 golos pelo emblema de Mato Grosso. 

Resultado de imagem para rogerio ceni sinop

SÍMBOLO DO SÃO PAULO ATÉ AO FIM
Depois de dar nas vistas ao serviço do Sinop, Rogério Ceni despertou a atenção de vários clubes brasileiros, mas foi o São Paulo a garantir o ainda jovem guarda-redes canarinho a meio do ano de 1990. No Morumbi, casa do histórico emblema brasileiro, Rogério Ceni privou com grandes nomes do futebol brasileiro, em particular, e do futebol mundial, no geral, como, por exemplo, Claudio Maldonado, Julio Baptista, Luís Fabiano, Diego Tardelli, Kléber Gladiador, Grafite, Oscar ou Dagoberto. Como guarda-redes goleador do São Paulo, Rogério Ceni participou em 1214 jogos oficiais pelo clube paulista e marcou cerca de 129 jogos, tornando-se, assim, o jogador com mais jogos na história do São Paulo e um símbolo do histórico emblema do futebol brasileiro.  Ao nível de títulos conquistados, Rogério Ceni ajudou o São Paulo a vencer 1 Campeonato do Mundo de Clubes, 1 Taça Intercontinental, 2 Copas Libertadores, 1 Copa Sudamericana, 1 Supercopa Libertadores, 1 Copa Conmebol, 2 Recopas Sudamericanas, 1 Copa Master Conmebol e 3 Brasileirões. 
Rogério Ceni, símbolo do São Paulo, permaneceu no emblema brasileiro durante 27 épocas consecutivas (de 1990 até 2015). 

Resultado de imagem para rogerio ceni spfc    

COM POUCO ESPAÇO NA SELEÇÃO BRASILEIRA
Ao serviço do São Paulo, Rogério Ceni entrou, permanentemente, para a história do clube, mas pela Seleção do Brasil nunca teve grandes oportunidades para mostrar o seu talento para defender entre os postes ou para mostrar a sua impressionante veia goleadora. Pela seleção brasileira, Rogério Ceni registou 17 internacionalizações e não marcou nenhum golo, mas marcou presença em grandes provas de seleções, como, por exemplo, o Campeonato do Mundo de 2002 (Coreia do Sul/Japão) e de 2006 (Alemanha) e a Copa América de 1997 (Bolívia). Ao nível de títulos conquistados pelo Escrete, Rogério Ceni venceu 1 Campeonato do Mundo e 1 Taça das Confederações. 

Resultado de imagem para rogerio ceni brasil 

Atualmente, com 45 anos de idade, Rogério Ceni desempenha a função de treinador principal do Fortaleza, depois de ter orientado o clube onde terminou a sua carreira: o São Paulo. 


A FICHA

Nome: Rogério Mücke Ceni
Idade: 45 anos
Data de Nascimento: 22/01/1973
Local de Nascimento: Pato Branco, Paraná, Brasil
Altura: 1,88m
Peso: 84 kg
Posição: Guarda-Redes
Internacionalizações: 17 jogos - 0 golos


TRAJETÓRIA

1990: Sinop
1990/2015: São Paulo


PALMARÉS

3 Brasileirão 
2 Copas Libertadores
1 Copa Sudamericana
1 Supercopa Libertadores
1 Copa Conmebol
2 Recopas Sudamericanas
1 Copa Master Conmebol
1 Campeonato do Mundo de Clubes
1 Taça Intercontinental
1 Campeonato do Mundo
1 Taça das Confederações


EM AÇÃO
 

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Vai dar que falar... João Virgínia

Vai dar que falar... Léo Jabá

Scouting: Jorge Fellipe