Seleção da Dinamarca: regresso a um Mundial passados 8 anos

Resultado de imagem para dinamarca mundial 2018
Este Campeonato do Mundo de 2018, em solo russo, será o primeiro Mundial em que a Dinamarca não terá Morten Olsen como selecionador. Depois de falhar a presença no Mundial de 2014, no Brasil, a Seleção da Dinamarca terminou a Fase de Qualificação, em segundo lugar, com 6 vitórias, 2 empates, 2 derrotas, 20 golos marcados, 8 sofridos e 20 pontos, em 10 jogos. Acabando na segunda posição, a seleção dinamarquesa foi ao playoff de acesso ao Mundial, onde defrontou a República da Irlanda. No primeiro jogo, em casa, a seleção nórdica empatou sem golos e, no segundo jogo, acabou por golear por 5-1 a frágil seleção irlandesa e marcar presença no certame da Rússia. Quem tem craques de nível mundial, como Eriksen, Bendtner, Schmeichel ou Kjaer, por exemplo, tem de marcar presença neste Campeonato do Mundo. Será interessante ver como jogará esta seleção dinamarquesa nos relvados russos, sob a orientação do técnico Age Hareide. 

Estrela da Equipa: Christian Eriksen (Tottenham Hotspur): Desde dos tempos de Michael Laudrup e de Jon Dahl Tomasson, que a Dinamarca não tinha um craque a nível planetário como é o caso de Christian Eriksen. O jogador do Tottenham, com passagem pelo Ajax de Amesterdão, é a grande figura da seleção dinamarquesa e é o jogador em quem os adeptos nórdicos colocam todas as esperanças para uma boa prestação no certame da Rússia. Considerado com um dos melhores '10' da Premier League, graças à forma como lê o jogo e a maneira como faz circular o esférico, Eriksen é um futebolista perito nos passes e nas assistências, assim como na execução dos lances de bola parada, como, por exemplo, a marcação de livres diretos. O craque dinamarquês terá no Mundial de 2018 o palco perfeito para se valorizar e para dar uma alegria a todos os adeptos da Dinamarca.

Jogador a Seguir: Pione Sisto (Celta de Vigo): Com passagem pelo AC Horsens e pelo Midtjylland, Pione Sisto fez uma época extraordinária pelo Celta de Vigo e será um dos nomes a ter em consideração no Campeonato do Mundo de 2018. Dono de uma excelente capacidade de passe, o jogador nórdico tem criatividade, velocidade, uma boa capacidade de finalização, como comprovam os 11 golos em duas épocas nos Balaídos, e tem uma boa capacidade de cruzamento, assim como uma excelente capacidade de drible. Na Rússia, Pione Sisto será um dos jogadores perigosos na Seleção da Dinamarca, à exceção de Christian Eriksen, e os adversários terão que estar de olhos postos no futebolista do Celta de Vigo.      

Selecionador: Age Hareide (norueguês, 64 anos): Nos últimos anos habituámo-nos a ver a Seleção da Dinamarca a ser orientada pelo experientíssimo Morten Olsen. Mas após a saída da velha raposa dinamarquesa, a Federação da Dinamarca decidiu ir buscar o norueguês Age Hareide para iniciar um novo ciclo na seleção dinamarquesa. Ao início teve dificuldades em colocar as suas ideias em prática, mas foi ganhando a confiança dos jogadores e isso resultou numa vitória gorda, de 5-1, frente à Irlanda, no segundo jogo do playoff, depois de um 0-0 na primeira mão. Ainda assim, Hareide manteve a identidade da equipa dinamarquesa, onde acabou por valorizar mais o jogo direto e as jogadas à linha, que acabam por dar origem em cruzamentos para a grande área onde aparecem sempre muitos jogadores para acertar com a bola no fundo das redes.

Equipa-Tipo: Kasper Schmeichel, Jens Larsen, Simon Kjaer, Andreas Christensen, Riza Durmisi; William Kvist, Thomas Delaney, Christian Eriksen; Andreas Cornelius, Pione Sisto, Niklas Bendtner.

Selecionador: Age Hareide

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Vai dar que falar... João Virgínia

Vai dar que falar... Léo Jabá

Scouting: Jorge Fellipe