Seleção do México: é desta que acabam com a "maldição dos oitavos"?

Resultado de imagem para mexico mundial 2018
1994. 1998. 2002. 2006. 2010. 2014. Seis Campeonatos do Mundo que equivalem a seis presenças nos oitavos-de-final para a Seleção do México. Agora, no Mundial de 2018, esta seleção mexicana espera acabar com esta maldição dos oitavos e, assim, avançar finalmente para uns quartos-de-final - fase onde não marca presença desde o Campeonato do Mundo de 1986 na própria casa. Com uma espinha dorsal do Futebol Clube do Porto, onde Diego Reyes, Miguel Layún, Héctor Herrera e Jesús Corona fazem parte da equipa mexicana, a Seleção do México junta-lhes mais craques de nível mundial (Lozano, Chicharito Hernández, Guardado ou Marco Fabián, por exemplo) e isso ajudou-os a chegar ao certame da Rússia. 
No que diz respeito à Fase de Qualificação, a Seleção do México terminou a 4ª Fase, em primeiro lugar, à frente das Honduras, do Canadá e de El Salvador, somando 5 vitórias, 1 empate, 0 derrotas, 13 golos marcados, 1 sofrido e 16 pontos em 6 jogos; depois, na 5ª Fase, a seleção mexicana voltou a terminar em primeiro lugar, à frente da Costa Rica, do Panamá, das Honduras, dos Estados Unidos da América e de Trinidad e Tobago, somando 6 vitórias, 3 empates, 1 derrota, 16 golos marcados, 7 sofridos e 21 pontos em 10 jogos disputados. 
Chegada ao Campeonato do Mundo de 2018, a Seleção do México terá de estar ao seu melhor nível para ultrapassar os adversários do seu grupo (Alemanha, Suécia e Coreia do Sul) para que possa chegar, mais uma vez, aos oitavos-de-final e depois, com muita sorte, acabar com essa maldição dos oitavos chegando aos quartos-de-final. 

Estrela da Equipa: Javier Chicharito Hernández (West Ham): Contratado ao Guadalajara pelo Manchester United, em 2010, Javier Hernández vai, aos 30 anos de idade, para o seu terceiro Mundial (depois do Campeonato do Mundo de 2010 e de 2014). Renascido no West Ham, depois das passagens infelizes por Real Madrid e Bayer Leverkusen, Hernández é rápido, móvel, ágil e muito astuto quando se desmarca nos limites do fora-de-jogo. Além de tudo isso, Chicharito define muito bem com os pés e é também muito forte no jogo aéreo, apesar dos seus 1,75 metros de altura. Este ano, na Rússia, Javier Hernández quererá fazer uma boa exibição pela sua seleção, de forma a poder ser mais valorizado e, quem sabe, sair para um clube onde possa vir a fazer um último grande contrato milionário. 

Jogador a Seguir: Hirving Lozano (PSV Eindhoven): Contratado aos mexicanos do Pachuca, na época de 2017/2018, pelos holandeses do PSV Eindhoven, Hirving Chucky Lozano é a nova coqueluche do futebol mexicano e aquele jogador em quem os adeptos mexicanos depositam todas as esperanças nos próximos tempos. Dono de um excelente sentido posicional, Hirving Lozano tem velocidade, mobilidade, controlo de bola, capacidade passe muito boa e de drible também fantástica. Além disso, a sua capacidade de finalização também é soberba, como comprovam os 19 golos em 34 jogos pelo PSV Eindhoven. Aos 22 anos de idade, Hirving Lozano irá querer mostrar o seu talento num grande palco, como é o Campeonato do Mundo, de forma a poder dar o salto para um grande clube europeu.         

Selecionador: Juan Carlos Osorio (colombiano, 57 anos): Conhecido por ser perfeccionista, teórico e pensador, Juan Carlos Osorio pegou na Seleção do México em Outubro de 2015 e conseguiu levá-la ao Campeonato do Mundo de 2018, na Rússia. O técnico colombiano é um estudioso do desporto-rei e passou anos e anos à procura de dominar todos os aspetos táticos do jogo, admitindo ter ainda muito para aprender. Foi treinador-adjunto no Manchester City e no MetroStars e treinador principal no Millonarios. Passou ainda pelos Estados Unidos da América e pelo Brasil, estando agora no México onde já conquistou o respeito e admiração da massa adepta e da imprensa, depois de levar a seleção azteca a mais um Mundial. Ainda assim, a performance do México, no certame da Rússia, logo dirá se continua nas boas graças dos adeptos e da comunicação social mexicana. 

Equipa-Tipo: Guillermo Ochoa, Carlos Salcedo, Diego Reyes, Héctor Moreno, Miguel Layún; Héctor Herrera, Andrés Guardado, Jonathan dos Santos; Jesús Corona, Hirving Lozano, Javier Chicharito Hernández. 

Selecionador: Juan Carlos Osorio

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Vai dar que falar... João Virgínia

OFICIAL: Simeon Slavchev vai continuar emprestado ao Lechia Gdańsk

Scouting: Jorge Fellipe